AS LUZES DE SETEMBRO - CARLOS RUIZ ZAFÓN // TRILOGIA DA NÉVOA #03 // @SUMA_BR

27 de fev de 2019


As Luzes de Setembro (Las Luces de Septiembre) - Carlos Ruiz Zafón
Editora Suma || Tradutor: Eliana Aguiar || Skoob
232 páginas || publicado em 2013 || Trilogia da Névoa #03


Irene é uma adolescente de 14 anos que desde cedo já passa por muitas dificuldades, seu pai faleceu e com isso ela, sua mãe e seu irmão começam a passar muitas dificuldades. Até que sua mãe, Simone, recebe uma proposta de emprego e assim eles vão embora de Paris e se mudam para o litoral da Normandia. O lugar é extremamente lindo e logo a família se habitua ao novo lugar e a nova rotina. Até que um dia, Hanna - uma das empregadas de onde Simone trabalha - morre e uma sombra misteriosa começa a rondar e tomar conta da propriedade.

"Não podemos acreditar em tudo que vemos. A imagem que nossos olhos formam da realidade é apenas uma ilusão de ótica - comentou. - A luz é uma grande mentirosa." - pág. 30/31

De todos os três livros dessa trilogia, parando para pensar, esse é o que contém de certa forma o enredo mais "simples", mas apesar disso - e talvez por isso - foi a história que mais me cativou e me arrebatou de tal forma que se transformou em meu favorito. 

Irene é uma jovem maravilhosa, que nos cativa desde o início. Logo que chega a sua nova casa, faz amizade com Hanna, a cozinheira da casa de onde sua mãe vai trabalhar. As duas são bem diferentes entre si, e é essa diferença que deixa a amizade bem bacana. Logo Irene conhece Ismael, o primo de Hanna e a partir daí eles começam uma amizade que vai se transformando em amor. 

Simone e Dorian são a mãe e irmão de Irene e possuem bastante destaque na trama. Simone é uma mãe super dedicada e que faz tudo para melhorar a vida de seus filhos. Sair do luxo que eles tinham antes do marido falecer e tentar resolver todas as dívidas que ele deixou para a família não foi fácil, mas ela sempre contou com o bom otimismo para superar as coisas. Dorian é o caçula da família e o mais quieto. Prefere desbravar a baía no seu canto e fala bem pouco. Outro personagem que merece destaque é Lazarus, o empregador de Simone. Ele é um fabricante de brinquedos e vive em Cravenmoore com sua esposa doente. Um homem muito simpático, mas que parece viver às sombras de fantasmas e de suas fabricações.


Ao mesmo tempo que Irene e Ismael vão se conhecendo, eles vão tentando desvendar o mistério da morte de Hanna e as coisas estranham que começam a acontecer em Cravenmore. Toda a história é muito bem construída, você começa a torcer para que não aconteça nada de ruim com ninguém que o final seja feliz para os personagens que aprendemos a amar.

Uma das coisas que eu mais curti nessa trilogia foi a construção dos vilões e nesse livro não é diferente. Essa sombra que parece tomar conta de Cravenmore aparentemente não tem explicação, mas ao longo da narrativa vamos conhecendo mais sobre o que a permeia e o final é SENSACIONAL! Eu sofri muito, dei uma leve chorada e me emocionei bastante. Zafón sabe conduzir uma história de maneira impecável.

"Num mundo de luz e sombras, todos nós, cada um de nós precisa encontrar seu próprio caminho." - pág. 227

Eu nem sei mais o que falar dessa história a não ser que deem uma chance e leiam. O livro não tem relação com os outros da trilogia, então pode ser lido independentemente. Vocês vão amar todos os personagens, se enredar nesse mistério com afinco junto com Irene e Ismael e quebrar seu coração com o final. Sério, leiam e se apaixonem por esse autor, assim como eu.

Um beijo do coração, até!

11 comentários:

  1. Oi Gabi!
    Ainda não li nada desse autor, já tinha anotado um livro dele como dica, vou anotar esse também. Gostei muito do enredo, me parece que os personagens são bem construídos, é uma trilogia mas ainda bem que dá para ler independente. Parabéns pela resenha de novo fiquei curiosa por conhecer a escrita de Carlos Ruiz Záfon, bjs!

    ResponderExcluir
  2. Eu amo a escrita de Carlos Ruiz Zafón, me encantei por seus livros alguns anos atrás e vendo sua resenha me deu uma saudade.




    ResponderExcluir
  3. Dizem que esse escritor escreve super bem, né? Estou muito curioso em ler alguma obra dele para conhecer sua escrita e acho que irei começar por essa obra que citou,pois você aguçou demais minha curiosidade. Anotada a dica.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Gabriela!
    Zafon é Zafon né? Possui o selo de "certeza de finais memoráveis". As Luzes de Setembro também é o meu livro favorito da trilogia, na simplicidade do enredo o autor conseguiu trabalhar a narrativa com maestria e beleza, as palavras dele sempre me pegam de jeito. Até bateu uma saudade de reler alguma coisa dele agora.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu não quero que o final quebre meu coração, não! Mas quero ler este livro. Sou louca para conhecer as histórias do autor, mas nunca tive a oportunidade. Me pergunto quando conseguirei. :(

    A premissa desta história é maravilhosa e o mistério por trás da morte de Hanna. Espero que eu não venha a me apaixonar por alguns personagens e algo ruim aconteça com eles. Quero acreditar que tudo termina bem.

    Às vezes as histórias mais simples são justamente aquelas que possuem a "magia" necessária para se tornarem especiais. Já aconteceu várias vezes comigo. Os livros mais singelos me arrebataram.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Gabi!
    Eu AMO a escrita do Zafón. "Marina" é um dos melhores livros que já li.
    Esse foi o meu segundo contanto com as histórias dele e foi a que menos gostei. Mas na época, não sabia que ele era o último de uma trilogia, rsrs. Para piorar, alguns anos depois, li "O Príncipe da Névoa", o segundo e por não lembrar que ele fazia parte dessa série, esqueci de ler o primeiro. Ou seja, vou ter que reler os dois, depois de ler o primeiro e assim talvez eu goste um pouco mais desse.
    Mas reler Zafón nunca é demais!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu sempre vejo tantos comentários e sobre esse autor mas nunca me senti tentada pra ler suas obras.
    Saber que essa leitura te cativou e de certa forma foi a melhor da trilogia é animador. Não descarto a possibilidade de vir a conhecer futuramente.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Olá Gabi!!!
    Eu não me lembro de ter ouvido falar acerca dessa trilogia, mas achei suas histórias de uma emoção e fofura que não tem como resisti as mesmas.
    Fico feliz qur o livro tenha lhe encantado o suficiente e que você o achou melhor que os anteriores.
    Quem sabe futuramente eu leia o mesmo ^^

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Eu me pergunto demais porque ainda não li nada desse autor, suas obras fazem um enorme sucesso e pela sua resenha da pra perceber bem como sao histórias que valem a pena. Espero poder ler esse ano. Adorei a foto do post!

    ResponderExcluir
  10. apesar de poder ler de maneira independente, eu ainda assim prefiro ler a trilogia inteira. tenho curiosidade em conhecer a escrita do autor, mas até o momento nao o fiz... preciso me corrigir com isso...
    bjs...

    ResponderExcluir
  11. Este é o único livro do Zafon que eu ainda não li e já tenho certeza que minhas impressões serão muito parecidas com as suas porque eu adoro o jeito que ele desenvolve suas histórias. Já quero ler imediatamente.
    Beijos

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D