5 COISAS || CREPÚSCULO - STEPHENIE MEYER

19 de fev de 2018

Oi madies, tudo bem? Como estão aproveitando o início desse feriado maravilhoso? Esse ano irei me dedicar mais as leituras/séries/blog, ao invés de cair na folia. Hoje de manhã terminei uma releitura que eu deveria ter terminado em janeiro, e quero conversar um pouco mais sobre ela.

A Saga Crepúsculo foi uma grande paixão minha quando eu era mais nova. Me encantei pelo universo criado pela autora e apesar de ter achado estranho vampiros brilharem e odiado a protagonista, foi uma história que ficou marcada na minha jornada de leitora.

Esse ano, através do instagram, decidi montar junto com algumas pessoas, um projeto de (re)leitura da série. Para alguns, é a primeira oportunidade de se aventurar por essa história, e para outros, a chance de reencontrar personagens tão marcantes. E hoje, eu vim falar 5 coisas que eu gostei dessa releitura, até porque fazer uma resenha sobre esse livro já não é mais necessária.


1. A escrita
Logo de cara, o que chama atenção na história, é a escrita. A Stephenie tem uma escrita ágil e leve, fazendo com que a gente avance pela história sem perceber. Por mais que algumas coisas tenham me irritado, nada conseguiu diminuir o meu ritmo nessa leitura. A forma como a autora descreve as cenas e os cenários também me chamam muita atenção, porque de fato eu visualizo tudo o que ela quer nos mostrar.

2. Os sentimentos
Não é segredo para ninguém que a Bella tem uma personalidade difícil, o que é bem fácil acabar pegar ranço por ela. Mas uma coisa que percebi é que nós sentimos as coisas de maneiras bem parecidas, o que me fez relevar um pouco seu "jeito adolescente". A dificuldade de transmitir emoções e de lidar com eles são alguns dos pontos que temos em comum.

"E eu estava pensando em como o tempo parecia fluir de forma desconexa em Forks, às vezes passando indiscretamente, com cada imagem se destacando de forma mais clara do que as outras. E depois, em outras ocasiões, cada segundo era significativo, grudado em minha mente. Eu sabia exatamente o que provocava a diferença e isso me perturbava".

3. Relações familiares
Tanto Bella quanto Edward têm uma relação muito forte com seus familiares e isso é algo que me chamou a minha atenção. O fato deles se colocarem à disposição para protegerem quem amam é uma característica mega positiva dos personagens. 

4. Os Cullens
Eu simplesmente sou apaixonada por esse clã. Conhecer um pouco da história deles (não de todos, nesse primeiro livro) e o amor que permeiam essa relação é algo gostoso de ver. Gosto das particularidades de cada um, mesmo que alguns sejam detestáveis (eu realmente não gosto da Rosalie nesse livro, apesar de entendê-la). Esme e Alice são algumas das minhas personagens favoritas, apesar da primeira não ter tanto destaque. Na verdade, todos acabaram me encantando de alguma maneira.

5. A mitologia
O povo pode reclamar a vontade, mas apesar de ser estranho, gostei da audácia da autora em criar uma versão diferente para a mitologia dos vampiros. É estranho? Bastante! Mas me cativou mesmo assim. Fora que eles brilharem nem é tão relevante assim, sendo que existem outras características bem legais também (principalmente os poderes). Acho que o que estragou nesse ponto foi o filme, porque não gostei de como foi retratado (na verdade, tenho ranço do filme, ainda mais depois dessa releitura).

Bônus (um ponto negativo)
Nem tudo são flores, e apesar de eu gostar demais do livro e ter dado 4 estrelas nessa releitura, algumas coisas me incomodaram. Mas tem uma que me irritou além do normal, e eu gostaria de compartilhar aqui com vocês.


1. Os adolescentes
Gente, por incrível que parece, dentre tantas coisas que podem me irritar nesse livro, o que mais me tirou do sério foram os dramas adolescentes. Acho que eu realmente estou ficando velha HAHAHA
Aqueles amigos da escola da Bella, fora os próprios dramas dela e do Edward (não importa que ele tenha centenas de anos, continua tendo atitudes de adolescente) me fizeram real ter vontade de entrar no livro e dar uma cabeçada em cada um deles. Aquela Jess gente, pelo amor de deus. E o Mike? Alguém soca esses dois por favor. 

Enfim, era isso que eu queria comentar com vocês hoje. Estou participando de uma maratona 24 horas e gravando vlog, no vídeo tenho feito mais comentários sobre essa releitura (quando o vídeo sair, eu posto aqui para quem quiser acompanhar).

"Quando a vida lhe oferece um sonho muito além de todas as suas expectativas, é irracional se lamentar quando isso chega ao fim".

Mas e vocês, o que acham de fazer releituras de livros que gostam bastante? Eu estava bem receosa, com medo de perder a admiração que eu tenho por essa história de amor, mas por enquanto está tudo bem. Em fevereiro ainda pretendo ler Lua Nova (até então, um dos meus favoritos), e também vou fazer uma postagem semelhante a essa para ele e os próximos volumes da saga. Se quiserem acompanhar melhor, me siga no instagram!


Beijos e até a próxima

Me siga nas redes sociais
Facebook ∴ Instagram ∴ Twitter ∴ Skoob ∴ TV Time ∴ Filmow ∴ Spotify ∴ We Heart It ∴ Pinterest

11 comentários:

  1. Gabiiii. Eu doei todos os meus livros de Crepusculo, mas mesmo assim quero reler novamente. Eu ja era adulta quando li e sim, gostei da forma da Stephenie Mayer escrever.

    ResponderExcluir
  2. Adoro releituras sempre notamos algo diferente e podemos mudar de opinião em relação a algo que não gostávamos. Ri muito com suas reclamações pelos adolescentes, eles são chatos pois são adolescentes, qual deles não tem seus momentos chatérrimos? rsrsrs
    Amo a história do livro, os filmes estragaram tudo, mas o livro tem uma ideia incrível e a escrita faz com que flua que quando você nota já leu o livro inteiro.

    ResponderExcluir
  3. Concordo sobre os dramas clichês adolescentes presentes nos livros, são realmente irritantes, assim como a personagem Bella, mas essa série fez parte da minha adolescência e tenho grande paixão por ela apesar de tudo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Gabi!
    Nossa, acho que você citou a maioria dos pontos que eu gosto na saga, mais se fosse fazer uma lista talvez fosse muito maior, rsrs.
    Também acho lindo a relação familiar existente nos livros/filmes, é uma das coisas que eu mais admiro. É sim, também sou fã dos Cullen!! Já reli várias vezes, e sempre que tenho oportunidade releio de novo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá! Li esse livro faz um tempão, e realmente essa questão dos dramas adolescente é algo bem irritante, também acho a Bella um tanto chata, acredito que o clã Cullen é o ponto mais positivo, em relação aos personagens, o enredo que a autora desenvolveu sobre os vampiros é muito bacana mesmo, e a questão dos poderes é a melhor parte, também não sou uma grande fã dos filmes (embora tenha assistido todos), mas acredito que essa é uma série que eu não leria novamente.

    ResponderExcluir
  6. Oi Gabi ;)
    Aiiii, Crepúsculo era meu amor na adolescência e foi uma leitura que me fez amar mais ainda os livros!
    Lembro que li na época que era apenas um pouco mais nova que a Bella no primeiro livro, e adorei tanto a forma de escrita da Stephanie e os personagens. Acredito que se fosse reler, talvez a história não tivesse a mesma magia que teve quando li pela primeira vez, e talvez algumas coisas até me irritassem (como aconteceu com você), mas adoro reler livros que me marcaram *-*
    Amei sua ideia de releitura, vou ver se arranjo tempo e releio pelo menos o primeiro esse ano ainda!
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Uau, tem bastante tempo que leio nada da série nos blogs. Mas é òtimo relembrar essa história maravilhosa. Amei o ponto negativo, no fundo isso me irritava.

    ResponderExcluir
  8. Eu reclamava do livro confesso mas não respeito da história em si até porque nunca lhe eu reclamava mesmo era tá péssima adaptação literária que rolou para os cinemas porque aquilo Sim foi muito trágico mas a respeito do livro eu nunca li e eu não sei se tenho muita vontade de ler ele

    ResponderExcluir
  9. Oi mana, então eu fui da geração de crepúsculo mas eu vou te dizer que não li nenhum dos livros e só assisti os filmes mesmo, na verdade dessa época eu me beneficiei com os livros A caminho da sepultura e outros que lançavam com o estilo mas pesadão. Até hoje eu não tive vontade de ler esse livro e fico feliz que a releitura tenha sido boa embora os adolescentes porque olha é realmente um saco lidar com explosão hormonais. Obrigada pelo post.

    ResponderExcluir
  10. Gabi!
    Bacana seu projeto de releitura, porque realmente vale a pena por toda história e por todos os motivos que listou.
    Acredito que nunca saiu de cena, sempre está marcante na mente de todos nós que tivemos a portunidade de fazer a leitura.
    “Eu escolho um homem que não duvide de minha coragem, que não me acredite inocente, que tenha a coragem de me tratar como uma mulher.” (Anaïs Nin)
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D