OPINIÃO || A PEQUENA LIVRARIA DOS CORAÇÕES SOLITÁRIOS - ANNIE DARLING || @Verus_Editora

17 de set de 2017

A Pequena Livraria dos Corações Solitários - Annie Darling

Original: The Little Bookshop of Lonely Hearts
Série: A Livraria dos Corações Solitários #01
Páginas: 308
Ano: 2017
Editora: Verus
Encontre aqui: Skoob, Amazon, Saraiva, Submarino. *Comprando por esses links, você ajuda o blog a crescer.

"Posy ia para onde o vento a levasse, feliz em fazer suas próprias coisas e flutuar com a maré.”


Resenha feita por Andressa Freitas

Romance está longe de ser o meu gênero literário predileto. Mas resolvi comigo mesma não ter preconceitos literários. Primeiro porque preconceito nunca é legal. Segundo porque ler de tudo me permite sair da minha zona de conforto e encontrar um monte de histórias legais que, se estivesse presa à meus gêneros preferidos nunca descobriria.

Como esse livro por exemplo.


A Pequena Livraria dos Corações Solitários é um chick lit, (embora a personagem principal, tenha sérios problemas com esse termo) e, como todo bom chick lit, tem uma “heroína” extremamente humana tentando se ajustar à própria vida.


“Ocorreu a Posy, enquanto tentava não encarar Verity, que ela não havia nascido pra ser líder. Também não era uma seguidora, nem mesmo uma obstinada. Os obstinados pelo menos acabavam chegando um dia ao seu destino. Mas não, Posy ia para onde o vento a levasse, feliz em fazer suas próprias coisas e flutuar com a maré.”

A vida de Posy Morland não tem sido exatamente um mar de rosas. Desde que os pais morreram sete anos atrás, Posy está estagnada. Primeiro porque ela teve que abrir mão dos próprios sonhos para se tornar responsável pelo irmão mais novo. Depois porque o luto nunca superado a deixou presa na própria rotina.

Agora sua amiga/mentora/chefe, Lavívia veio a falecer, deixando para Posy a pequena livraria onde cresceu e hoje trabalha como herança. Ela agora tem a responsabilidade de reerguer a livraria, tirá-la da falência e torná-la um sucesso novamente. Em menos de dois anos. E enquanto Sebastian a atormenta! Eu explico: Lavínia deixou o restante das propriedades da charmosa (embora semi-abandonada) Vila para Sebastian, seu único neto. E agora ele acha que pode dar pitacos sobre a administração da livraria e sobre a vida de Posy.

Não preciso nem dizer que vai rolar um clima aí, né?


Por falar em Sebastian: que pessoinha chata! Sério, não consegui gostar dele o suficiente nem no final, quando é possível ver mais nuances do personagem. Mal educado, intrometido, metido à sabe tudo e grosso. Eu entendo que autora construiu um personagem “à moda antiga”, como alguns protagonistas de romances históricos (podre de rico e acostumado a ter tudo o que quer) mas não funcionou pra mim. No lugar de Posy, eu teria dito poucas e boas pra Sebastian e mandando ele cuidar da própria vida o quanto antes. O que, sejamos justos, ela faz algumas vezes. Sem muita veemência ou convicção, mas faz. Sei que esse tipo de personagem tem um certo charme para algumas pessoas, mas não funciona pra mim. Pior que Sebastian, só o amigo que ele trás pra avaliar a Vila para uma possível compra. Sujeitinho insuportável.

Do restante dos personagens eu gostei bem mais! Lavínia, por exemplo, é de longe a minha personagem predileta. Claramente uma mulher de opinião forte, decidida. E se não fosse por ela, nem teria história. Não fosse ela ter jogado a livraria no colo de Posy, nossa heroína provavelmente ainda estaria estagnada e presa ao luto.

Os outros funcionários da livraria também são bem legais. A seríssima Verity, Nina e sua queda por cafajestes e o misterioso Tom formam um grupo no mínimo peculiar, que não tem absolutamente nada em comum além do amor pelos livros. Ou como diz a descrição na sinopse do livro, um alegre bando de desajustados.


Esse livro é o primeiro da série A Livraria dos Corações Solitários. A ideia da autora é contar a história de cada um dos funcionários da livraria. O segundo livro (que conta a história de Verity) já foi publicado, mas ainda não tem previsão de ser traduzido pro português e publicado em terras tupiniquins. Espero que não demore muito, fiquei curiosa pra saber um pouco mais sobre esses personagens.

A Pequena Livraria dos Corações Solitários é um bom livro. Um pouco previsível, mas isso não estragou a leitura pra mim. Não vou explicar exatamente o que é pra não dar spoilers, mas tem uma brincadeira com romances históricos que permeia o livro que é bastante divertida. Ah, e eu amei a referência a Jane Eyre na frase final do livro.!

Recomendo a leitura ;)


Livro recebido em parceria com a editora.

Beijos e até a próxima

Me siga nas redes sociais
Facebook ∴ Instagram ∴ Twitter ∴ Skoob ∴ TV Time ∴ Filmow ∴ Spotify ∴ We Heart It ∴ Pinterest

Um comentário:

  1. Oi Andressa,
    Gostei muito da resenha, mas a sinopse não chamou muito a minha atenção. Chick Lit não é meu gênero favorito, mas já gostei de alguns títulos. Acho que o livro vai agradar mais quem realmente curte o gênero.
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos
    www.garotosperdidos.com

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D