OPINIÃO || ÚNICA FILHA - ANNA SNOEKSTRA || @HarperCollinsB

7 de jun de 2017

Única Filha - Anna Snoekstra

Original: Only Daughter
Páginas: 256
Ano: 2017
Editora: HarperCollins Brasil
Encontre Aqui: Skoob, Amazon, Saraiva, Submarino.

"Ninguém desaparecia de fato. Você sempre continuava existindo em algum lugar."




Oi madies, tudo bem? Hoje vim falar sobre um livro que eu não esperava muito, mas que me surpreendeu bastante no final. 

Uma jovem (que não tem nome na história) estar prestes a ser presa por furtar um supermercado. Ela tenta usar os seus truques de sedução com o segurança, mas não surtiu efeito. Desesperada pois não quer ir para a cadeia, ela pensa na única chance de se livrar dessa situação: fingir ser uma pessoa que desapareceu 11 anos atrás. O que era uma chance de recomeçar começa a ser tornar um pesadelo, quando a polícia a pressiona para saber onde "ela" estava nesses 11 anos e ela começa a receber ameaças da pessoa que sumiu com Rebecca pela primeira vez. 

"Tratava-se da minha vida agora, não da dela. Eu tinha que ser esperta a esse respeito". (p. 40)

Eu gosto bastante de livros com mistério e suspense, mas são poucos que fisgam tanto a minha atenção me fazendo ler desesperadamente para descobrir tudo. E foi isso o que aconteceu. Eu simplesmente não conseguia para de ler, eu precisava saber o que aconteceu com Bec 11 anos atrás e o que iria acontecer com a jovem agora.

O livro é narrado em duas épocas, em 2014, que é o tempo atual da história e temos o ponto de vista da nossa jovem, e no ano de 2003, narrado por Bec e mostrando seus dias antes de seu desaparecimento. Isso é um dos pontos mais altos da história, porque conseguimos nos inteirar de tudo, e ao mesmo tempo juntar pistas para solucionar o caso.


Rebecca, ou Bec, era uma adolescente alegre, que gostava de se arrumar e vivia sempre com sua melhor amiga Lizzie. As duas trabalhavam no McDonalds e apesar da rotina cansativa, ela se sentia feliz. Só que ela começou a ser "assombrada", além de achar que está sendo vigiada por alguém. Isso muda completamente a postura dela, que começa a viver mais assustada e desconfiada. A relação com sua família também não é a das melhores, visto que seus pais sempre dão atenção apenas aos irmão gêmeos menores. 

A nossa jovem fugiu de casa por algum motivo e vive por aí desde então. Ela imaginou que assumindo a identidade de Bec conseguiria enfim ter uma segunda chance na vida. A família da garota desaparecida é muito amorosa com ela, principalmente a mãe, o que a deixa tocada. E é aí que decide se estabelecer definitivamente nessa família. No fundo ela não que o mal de ninguém, e sim conseguir seguir em frente. 

"Não sei exatamente quando tomei a decisão, mas sei com certeza que não vou sair daqui. Trabalhei duro para ter essa vida nova, paguei por ela com minha própria carne. Sem dúvida, dessa vez estou jogando para vencer." (p. 65)

Eu me cativei por nossas duas protagonistas. Tão diferentes, mas com o mesmo ideal. Ao longo da história você fica alucinada e desconfiada de todo mundo, achando que todos possuem motivos para sumir com Bec, ao mesmo tempo querendo descobrir o que aconteceu de fato com ela. E claro, entender o que vai acontecer com a nossa jovem agora, que decide tentar descobrir quem é a pessoa que fez mal a Bec, pois se sente culpada por estar assumindo a sua vida desse modo.

Um ponto muito importante da história são as relações familiares e suas consequência. As duas protagonistas tem problemas com seus familiares e não se sentem amados. Vale a reflexão sobre essas consequências na vida das pessoas a longo prazo e principalmente, o quanto a conivência dos pais em relação as atitudes de seus filhos podem prejudicá-los e as pessoas ao seu redor.


É uma história que não dá para falar muito, pois ela é curta e qualquer detalhe é importante. O que tenho à dizer é que todos os personagens foram muito bem construídos e você acredita que eles podem ser reais, convivendo com você. Vai se apegar às nossas mocinhas e querer de verdade que elas encontrem a felicidade, se for possível. 

Única Filha vai te surpreender de verdade e vai te fazer sentir um turbilhão de emoções. Recomendo bastante a leitura, principalmente se você curte o gênero. Mas mesmo se não curtir, dá uma chance também, a escrita de Anna é envolvente e logo vai te fisgar. 

Livro recebido de cortesia pela editora.


Beijos e até a próxima

Me siga nas redes sociais
Facebook ∴ Instagram ∴ Twitter ∴ Skoob ∴ TV Time ∴ Filmow ∴ Spotify ∴ We Heart It ∴ Pinterest

17 comentários:

  1. Gosto de livros nesse estilo e esse me chamou atenção pela premissa. Achei legal esse negócio dos tempos da narração. Assim fica mais interessante, acaba gerando curiosidade e até fazendo a gente bolar nossas teorias e coisas assim. As protagonistas diferentes e com algo em comum é outra coisa legal de ver. E ficar desconfiado com todo mundo também é mais um detalhe que amo nesse tipo de história. Dá um sentimento maior de curiosidade pra saber o fim da história.
    Parece um bom livro do gênero. Acho que iria gostar de ler e quero ver se faço isso alguma hora com certeza ^^

    ResponderExcluir
  2. Oi.
    Eu sou muito fã de livros que tem suspense mas assim como você são poucos os livros que realmente me cativam ao ponto de que não consigo parar de ler, adorei essa premissa e estou encantada com as personagens.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá Gabi ;)
    Adorei saber o que você pensou do livro, já que ele está na minha lista de leitura e estou muito ansiosa para lê-lo!
    Acho essa capa linda, mas que pena saber que é curta...mas quero me surpreender com o livro, acho que vou amar!
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Quando vi esse livro já fiquei interessada, adoro mistério e suspense, deixa a leitura muito mais ávida, fiquei bem intrigada com o que aconteceu na vida das personagens, muito bom abordar a questão da família, pois na vida real também tem pais assim que não dão a devida atenção aos filhos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Gabriela,
    Adoro livros desse gênero, ainda mais quando são bem escritos e com uma trama que prende o leitor desde o início. Fiquei bem interessada nesse livro quando vi o lançamento, essa premissa intrigante me fisgou. Que bom que o livro é bem envolvente, não estava criando muitas expectativas mas pelo jeito esse suspense foi bem conduzido. Estou ansiosa para saber qual é desse mistério envolvente a filha desaparecida, e qual vai ser o papel da outra protagonista nessa história. Adoro livros que trazem reflexão de relacionamentos e convívios familiares, sempre trazem boas lições.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Sou fã desse gênero e claro que vou querer fazer a leitura! Adoro um bom suspense e se tem um final que surpreende, melhor ainda.
    Gostei muito desse enredo, estou super curiosa para saber mais!
    Parabéns pela resenha, ficou show.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi Gabriela,
    Assumir a identidade de alguém é um risco a se correr, ainda mais se você não sabe o que aconteceu com essa pessoa. Única filha é um livro para fazer a imaginação do leitor rodar nas milhares de explicações possíveis e se esse era o objetivo da trama a autora se saiu muito bem. A protagonista tem seus motivos para assumir a identidade de Bec, imagino que é algo que fica nítido na história, mas só consigo pensar no desespero da mesma para assumir um risco tão grande, principalmente quando sabemos que algo ruim pode ter acontecido com a desaparecida. Dá para ver que o enredo aborda dramas familiares, consequências de certos ações e um grande policial não solucionado. Se já estava intrigada com este livro, sua resenha me deixou ainda mais curiosa para fazer esta leitura.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite!
    Adorei a ideia da autora em mostrar a enrascada em que uma das protagonistas se mete ao se passar pela Rebecca e, ao mesmo tempo, o passado desta última e o mistério por trás do seu sumiço.
    Não tinha interesse no livro antes de sua resenha, mas agora fiquei com uma pulga atrás da orelha.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Gaby!
    Pelo visto é uma trama bem escrita mesmo e fiquei até confusa entre Bec do passado e Bec do presente e muito cuirosa por saber porque a Bec do passado desapareceu.
    Gostei de ver que o livro também aborda as relações familiares que são importante no comportamento dos filhos.
    Adoro livros com mistério para ser devendado e quero muito poder apreciar a leitura.
    “A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir é a sabedoria da humildade.” (T. S. Eliot)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu não conhecia este livro, mas como você gosto muito de ler livros com histórias de mistério e suspense e que não consigo parar de ler até a revelação, então por este motivo já acabei me interessando em ler este livro, já adicionei ele em minha lista de leituras e pretendo ler ele em breve.

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Mesmo achando a historia desse livro meio louco, fiquei bem curiosa para poder ler, a historia dele logo nos deixa curiosos para saber mais e uma das coisas que achei interessante e que a autora não nos deixa na duvida se é ou não é a Bec, gostei muito dessas duas narrativas e se tiver oportunidade quero ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  12. Que história surpreendente! Nunca li nada parecido!
    Deve ser uma narrativa muito boa mesmo, colocar passado e presente juntos e assim podemos juntas as peças para entender a história!
    Amo mistério e já anotei a dica!
    Beijoss <3

    ResponderExcluir
  13. Olá, Gabi!!
    Muito interessante essa história, cheio de surpresas, tudo que se pode imaginar.
    Agora quero ler esse livro, preciso saber sobre minhas dúvidas, já inclui na lista (listona rsrs).
    Amei a resenha. <3
    Abraço!!

    ResponderExcluir
  14. Mas...como ela consegue enganar,não conferiram as digitais,algo assim?
    Como adoro um suspense fiquei curiosa para saber o rumo das duas protagonistas,especialmente pelo final ter te surpreendido.

    ResponderExcluir
  15. Menina eu vi várias vezes a imagem desse livro e fiquei curiosa, me perguntando sobre o que era. Parece ser uma história super interessante e gostosa de ler.
    Espero ter a oportunidade em breve!

    Beijos
    www.jadeamorim.com.br

    ResponderExcluir
  16. Gosto muito de mistério e espero sempre que a verdade, quando vinda à tona, me deixe no chão. Me deixe pensando naquilo por vários dias. Mas fico pensando como ela consegue se passar por outra assim tão fácil. Cadê digitais, exames de sangue e ela é tão parecida assim com Bec? Pq ela é desnominada?

    ResponderExcluir
  17. Oi, Gabi!!
    Adorei a resenha da história, fiquei bem entusiasmada para conhecer mais sobre essa obra e também sobre essas duas protagonistas!! Sem dúvida vou amar pois gosto bastante de livros de suspense!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D