OPINIÃO || UMA LONGA JORNADA PARA CASA - SAROO BRIERLEY || @editorarecord

29 de mai de 2017

Uma Longa Jornada Para Casa - Saroo Brierley

Original: A Long Way Home
Páginas: 229
Ano: 2017
Editora: Record
Encontre Aqui: Skoob, Amazon, Saraiva, Submarino.
*Comprando por esses links você ajuda o blog a crescer.

"Minhas recordações eram tudo o que me restava do meu passado."





Oi madies, tudo bem? Hoje vim conversar com vocês sobre um livro de não-ficção um estilo que eu não costumo ler, mas que mexeu comigo de diversas maneiras.

Saroo é um menino de 5 anos que vive com sua mãe Kamla e seus irmãos Guddu, Kallu e Shekila.
Eles viviam em uma parte extremamente pobre da Índia, tentando sobreviver um dia de cada vez, apesar do estado precário, se consideravam de certa forma felizes. Kamla trabalhava duro para conseguir sustentar seus filhos e por conta disso, passava alguns dias fora. Guddu, por ser o mais velho, era quem ficava responsável em tomar conta dos irmãos. Aos poucos, Kallu também começou a trabalhar e apenas Saroo e Shekila, por serem muito pequenos, ficavam em casa com os vizinhos. Um dia, cansado de ficar em casa, Saroo pede para que seu irmão mais velho, Guddu, o leve para a cidade em que ele trabalhava. Guddu acaba levando, mas essa saída é o início de uma longa jornada. Saroo se perde do irmão na estação de trem e viaja para lugares que ele não conhece, mas sabe ser muito longe de casa. Entre várias reviravoltas, ele é adotado por uma família australiana e ali, naquele momento, começa uma vida nova sem nunca esquecer da sua infância na Índia e de sua família.

"Eu havia aprendido rápido, por questões de sobrevivência, que precisava aproveitar as oportunidades à medida que elas surgissem -  se surgissem - e olhar para a frente. Parte disso consistia em aceitar com gratidão a vida que me foi oferecida por meio da adoção. Assim, tentei me concentrar novamente na vida que tinha." (pág. 116)

É difícil de imaginar o sofrimento de Saroo desde que se perdeu do seu irmão, aos 5 anos de idade. Com um vocabulário escasso, ele teve que sobreviver à partir das experiências que teve na rua quando procurava comida ou pedia esmola. É doloroso ver tudo de ruim que esse menino passou, e das pessoas com más intenções que encontrou no caminho. Saroo teve muita sorte de sua vida ter tido um "final feliz".

A jornada de Saroo não é fácil, e às vezes você se pega pensando em como ele conseguiu passar por tudo isso. A adoção foi o melhor presente que ele poderia ter ganhado naquelas circunstâncias, mas é bonito perceber que ele nunca deixou de pensar na sua família biológica.


Enquanto eu lia o livro, me sentia descobrindo um diário de um homem que, apesar de tanto tempo, estava tentando reencontrar a sua verdadeira família. Por conta disso, a escrita é carregada de sentimentos e com fatos crus, diferente dos livros romanceados que estamos acostumados.

Quero dar uma grande menção a família australiana que adotou Saroo. O casal cuidou dele com todo amor e carinho, sem se importar com as diferenças culturais, fazendo de tudo para que o Saroo se sentisse feliz naquele país estranho. Saber um pouco sobre a história deles foi emocionante e eu me peguei admirando esse casal que faz o bem, por menor que seja a atitude. 

Apesar da vida feliz que tinha, Saroo nunca esqueceu do tempo que passou na Índia e isso foi se intensificando com o tempo. Já adulto, ele decide começar a procurar o lugar de onde veio e assim ter uma oportunidade de reencontrar sua família biológica. Mas essa busca não foi fácil e durou anos até ele obter êxito. A perseverança dele é algo admirável. Muitas pessoas desistiriam na metade do caminho e nas primeiras dificuldades.


Uma Longa Jornada Para Casa vai além de simplesmente contar a trajetória de vida de Saroo. Você desmembra as emoções que ele teve ao longo de todo o percurso, como o medo, solidão, pânico, desconfiança, amor e realização. Apesar de tudo o que passou, Saroo ainda nos trás reflexões sobre a humanidade, a bondade nas pessoas e principalmente, a importância dos laços familiares. O mundo pode estar uma loucura, mas ainda existem pessoas que fazem o bem ao próximo sem esperar nada em troca.

Eu recomendo demais esse livro, mesmo se você não curtir muito livros de não-ficção. Além de se emocionar com a história de vida de Saroo e torcer para que ela termine bem, você vai se sentir preenchido pela perseverança e esperança de que coisas boas podem acontecer, por mais difícil que seja a situação. 

"... Sinto com clareza que, de um menino perdido e sem família até um homem com duas, tudo estava fadado a acontecer exatamente como aconteceu. E esse pensamento gera em mim um profundo sentimento de humildade." (pág. 221)

A edição está linda, com imagens das famílias de Saroo e um pequeno mapa que mostra toda a sua trajetória pela Índia, tanto quanto criança, como depois depois de adulto. 

O livro foi adaptado para o cinema com o nome "Lion: Uma Jornada Para Casa", estrelado pelo Dav Patel. Eu gostei muito do filme, ainda mais do que o livro. A forma como foi adaptado deixou a história mais dinâmica e emocionante. Consegui me conectar melhor com o filme. Não gosto de fazer comparações entre livro e filme, recomendo os dois, tenho certeza de que não adorar. 


Beijos e até a próxima

Me siga nas redes sociais
Facebook ∴ Instagram ∴ Twitter ∴ Skoob ∴ TV Time ∴ Filmow ∴ Spotify ∴ We Heart It ∴ Pinterest

18 comentários:

  1. Gostei da premissa dele. Admito que não sou de ler não ficção, mas esse parece ser bem sentimentalista, sobre um homem tentando reencontrar sua família!
    Ainda não vi o filme, vou dar uma olhada! ;)

    ResponderExcluir
  2. Quero ler e assistir, parece ser uma historia muito comovente, que mexe com as emoções do leitor. Nem consigo me imaginar no lugar do personagem, que desespero e aflição deve ter sido quando se deu conta que estava sozinho e perdido, ainda bem que ele deu sorte de ter encontrado uma família boa, pois tem tantas pessoas cruéis nesse mundo.

    ResponderExcluir
  3. Tinha visto esse livro e mesmo não lendo muita coisa assim ele me chamou atenção pela gama de sentimentos que parece ter. Ele tem um jeito bonito, que faz a gente sentir as coisas, imaginar a vida assim. A busca pela família e de onde veio foi a primeira coisa que me interessou na história dele, por todo o drama que isso pode proporcionar. Mas pelo jeito tem tanto mais. Fala das pessoas, de como a humanidade das pessoas pode estar presente quando o próximo precisa disso. Fala de família e da importância, de sentimentos de medo e solidão.... gostei dessas coisas. Deixa a trama muito mais humana, de um jeito que toca a gente ao ler e faz a história ficar muito mais do que só um livro.
    Gostaria de ver esse filme também.

    ResponderExcluir
  4. Oii tudo bem? *-*
    Tenho muita vontade de ler Uma Longa Jornada Para Casa pois esses livros que falam sobre família sempre me tocam e por falar de um país que não ouvimos falar muito em histórias e que tem uma cultura muito diferente da nossa deve ser ainda mais emocionante.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Gabi!
    Gosto demais de livros baseados em histórias reai e a história de Saroo deve mesmo ser registrada, porque apesar de todo sofrimento, ele tevvve sorte em conseguir uma família que o adotasse, desse amor, educação, um lar de verdade. Ainda assim, faltou ir em busca de suas origens e ele conseguiu.
    Maravilha!
    Não assisti o filme ainda, mas bem quero, como ler o livro também.
    Desejo um mês cheio de prosperidade!
    “A sabedoria consiste em compreender que o tempo dedicado ao trabalho nunca é perdido.” (Ralph Waldo Emerson)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Gabi!!
    Que história mais linda e triste essa de Saroo.
    Mas mesmo passando por todo o sofrimento, medo, insegurança, ele encontra uma família linda, que nuca claro substituiria sua família verdadeira, mas o confortou dando amo, educação, etc.
    Agora estou ansiosa para ler e assistir o filme!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Não há como não se emocionar, ainda mais quando se trata de uma criança que perde toda a sua referência de vida de uma hora para outra, que perde tudo o que é conhecido, principalmente família.
    A adaptação ficou linda... Recomendo livro e filme!

    ResponderExcluir
  8. Oi Gabriela,
    Mais que uma biografia, Uma Longa Jornada para Casa conta a história de um homem tentando se reencontrar. A primeira vez que fiquei sabendo desta história foi na entrega do Oscar e minha maior surpresa foi descobrir que era uma trama real. Saroo, apesar de jovem quando se perdeu, nunca esqueceu sua família biológica e manteve os sentimentos por eles presente durante todos os anos em que viveu longe e fico imaginando os conflitos internos que vinham com isso. Apesar do triste inicio de sua jornada Saroo teve sorte por ter sido adotado, pois sabemos que são poucas crianças que sobrevivem nas ruas ou que conseguem ser resgatadas e ter uma vida normal. Acredito ser uma história emocionante sobre crescimento e a luta de um homem para reencontrar sua família.

    ResponderExcluir
  9. Já tinha ouvido falar do filme, mas não sabia que havia sido adaptado deste livro até ler o final da resenha :D A história do Saroo com certeza me arrancaria lágrimas. Deve ser angustiante perder a família tão precocemente. É incrível ver que, depois de muito esforço, ele reencontrou seus parentes. Seu irmão deve ter ficado com um peso enorme na consciência, e esse reencontro, principalmente entre os dois, me parece emocionante.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Oi Gabi ;)
    Não conhecia o livro, mas também não costumo ler muitos livros de não-ficção.
    Mas sempre topo ler livros que me emocionem, e parece que vou adorar conhecer a jornada de Saroo!
    Já Lion vi várias indicações, e com certeza depois de ler a resenha fiquei interessada em ver o filme e ler o livro! E que bom saber que pra você a adaptação fez jus ao livro S2 tão bom quando isso acontece!
    Bjos

    ResponderExcluir
  11. Eu não conhecia este livro e não costumo ler livros de não-ficção, mas após ler sua resenha fiquei bem curiosa para conferir a história de Saroo, adicionei Uma longa jornada para casa em minha lista de leituras e pretendo ler este livro em breve.

    ResponderExcluir
  12. Oi.
    Eu já tinha ouvido falar do livro mas confesso que fiquei surpreso em saber que ele foi adaptado para o cinema eu adorei essa premissa e esse livro parece ser um dos que eu realmente Gostaria de ler Fiquei feliz em saber que o livro vai além de contar uma simples história de vida e que ele nos faz refletir sobre tudo eu não poderia deixar ele de fora da minha lista.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Oi Gabriela,
    Já tinha visto alguns comentários desse livro, mas confesso que não dei tanta atenção assim. Então imagina que grata supressa a minha ao ler essa resenha. Que livro mais arrebatador! Quero muito conhecer a história desse garoto/homem. Pelo jeito é uma leitura dolorosa e angustiante ao acompanhar a jornada de sobrevivência desse garotinho nas ruas. Mesmo que ele teve a sorte de ser adotado por uma boa família, que comovente ele não ter esquecido da sua família biológica, e ter buscado reencontra-lá. Uma história real carregada de sentimentos e repleta de reflexões, com certeza vou querer ler e assistir ao filme.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá.
    Apesar de não estar acostuma a ler esse estilo de leitura, não tem como não se emocionar com a premissa do mesmo. Um livro reflexivo e que mexe com os sentimentos e valores. Espero ter a oportunidade de ler.
    Excelente resenha.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Lendo a resenha fiquei bem curiosa, esse não é ó tipo de livro que costumo ler, mas a historia logo nos prende, parece ser mesmo bem emocionante e nos deixar com o coração na mãe, torcendo para o Saroo na sua jornada e também para que ele consiga encontrar sua família biológica, se tiver oportunidade quero ler !!

    ResponderExcluir
  16. Lembro de ter visto algo sobre o filme.
    Tenho momentos em que procuro uma história de não ficção,parece o tipo de leitura que mexe com a gente,todo o caminho que ele percorre,é preciso muita perseverança.

    ResponderExcluir
  17. Oi, Gabi!!
    Gostei muito da premissa do livro também não tenho costume de ler livros de não-ficção mas simplesmente adorei a sua resenha e assim que tiver oportunidade vou ler essa história fantástica e também quero assistir o filme!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  18. Oi, Gabriela!
    Assim como você também não costumo ler livros de não-ficção, por isso Uma Longa Jornada Para Casa não está na minha lista de leitura, mas quero muito assistir ao filme e descobrir como e se Saroo reencontrou sua família... Mas quem sabe depois de assistir ao filme eu acabe me interessado pelo livro e decida ler?! Contudo, no momento esse livro não vai para a minha lista de leitura...
    Abraços.

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D