OPINIÃO || CLUBE DA LUTA - CHUCK PALAHNIUK || @editoraleya

13 de jan de 2017

Clube da Luta - Chuck Palahniuk

Original: Fight Club
Páginas: 272
Ano: 2012
Editora: Leya
Encontre Aqui: Skoob, Amazon, Saraiva, Submarino.


"Você não entende nada daquilo, e então simplesmente morre."




Olá, pessoas. Hoje quebraremos a primeira e a segunda regra do Clube da Luta e vamos falar sobre ele, ou melhor, sobre o livro e um pouquinho sobre o filme também. E vamos para a luta que vai ser falar dessa história sem spoilers. A sinopse é, basicamente, um protagonista sem nome (existem teorias de que o nome dele é dito em momentos da história, mas aí é com você e sua forma de interpretar as coisas) que sofre de insônia e visita vários grupos de apoio, que um dia conhece um cara chamado Tyler Durden e juntos eles montam, meio que sem muitas pretensões, um clube de luta. E é isso. Não posso falar mais nada. A adaptação para o cinema é muito bem feita e o mais fiel possível. David Fincher arrasa quando decide fazer adaptações.

"Aquilo era liberdade. Perder todas as esperanças era libertador." (p. 23).

As personagens são muito boas, com destaque para Tyler Durden. Eu acho que é um dos mais bem criados da literatura e, particularmente, entrou para o meu Hall de Melhores Personagens da Vida. Ele é muito bem escrito e também interpretado de maneira excelente pelo Brad Pitt. Tanto que não consigo imaginar ninguém mais o interpretando. Eu tenho uma pequena birrinha da Marla Singer, mas não posso dizer o motivo sem contar algo importante da história.




Resumindo tudo, é uma história violenta sobre violência, revolta contra o sistema e sobre a sociedade consumista em que vivemos. Mas pode ter várias outras interpretações também. Minha edição tem um posfácio em que Chuck Palahniuk escreve sobre várias interpretações que já falaram para ele ao longo de todo esse tempo e várias outras curiosidades com relação ao livro. A leitura é muito rápida, eu mal percebi o quanto estava avançando na história até que chegou o clímax e eu só não podia parar. É muito frenético, e o estilo de escrita do autor me lembrou muito On The Road do Jack Keroac.

"Tem um velho ditado que diz que você sempre mata aquilo que ama, bom, a recíproca também é verdadeira." (p. 229).

Recomendo fortemente que leia esse livro. Mesmo que você já tenha assistido ao filme. O plot twist vai perder força, mas os detalhes da história vão te surpreender. E se você ler o posfácio que mencionei ali em cima, vai ser divertido procurar na narrativa os sinais que levaram às interpretações que Palahniuk menciona lá. E se você nunca viu o filme, assista também. É um bom complemento, com uma parte técnica excelente. Espero que gostem, e se já tiveram contato, que comentem as impressões de vocês ali em baixo (e busquem pela opinião das outras pessoas, vocês vão se surpreender com o quão diferentes podem ser as interpretações, sério)


Abraços e até a próxima.

23 comentários:

  1. Oi, Andrea!!
    Gostei muito da resenha!! Mas não li o livro e também não assisti o filme!! Sempre tive interesse de ler esse livro mas infelizmente ainda não deu!! Espero ler esse livro e descobrir um pouco mais desse livro!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  2. Sempre vejo muitos elogios em relação a esse livro, mas por ter um tema violento acabo deixando passar, mas ainda sim a premissa do livro me desperta curiosidade. Também sou dessas que não assistiu ao filme, e sabendo que a adaptação está fiel, acho que vou primeiro assistir ao filme, se eu gostar adquiro o livro.

    ResponderExcluir
  3. Andrea, vejo muitos comentando sobre esse filme como: "um soco no estômago". O filme não trata apenas de luta mas também nos apresenta nossa realidade por um ângulo crítico e fútil.
    Ainda não li o livro, mas com certeza amaria ler, sempre é bom um mistério nas entrelinhas.

    ResponderExcluir
  4. Minha professora de filosofia passou esse filme pra gente uma vez e adorei! É cheio de críticas e tem aquela descoberta tão louca no final. É um filme muito bom. Mas não consegui ler o livro ainda. Queria ler algum dia pra ver os detalhes mesmo, parece ser bem interessante e seria um complemento melhor pra entender essa história.

    ResponderExcluir
  5. Oi Andrea, ainda não vi o filme ou li o livro, mas já ouvi falar da história e vejo muitas criticas positivas a ambos, e gostei de saber que o filme é bem fiel ao livro, o que é raro. Vou anotar a dica de leitura e espero ter a oportunidade de inclui-lo em minha meta ;)

    ResponderExcluir
  6. Andrea!
    Devo confessar que assisti o filme com o amadíssimo Brad Pitt e não foi um dos melhores que achei...assisti até o fim porque maridão ficou fascinado com tanta luta e briga.
    Pode ser que o livro seja melhor, como quase sempre acontece nas adaptações, mas nem sei se quero ler...
    “O saber se aprende com os mestres. A sabedoria, só com o corriqueiro da vida.” (Cora Coralina)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Andrea, estou aqui me perguntando como nunca ouvi fla desse livro!!
    Gostei mto do enredo, da capa tbm, linda!
    Vai direto pra lista de desejados!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  8. Eu já ouvi falar desse filme por conta da ótima atuação do Brad,mas não sabia que era adaptação de um livro :o Aliás,adoro adaptações de livros,até hoje,todos que eu assisti acabei gostando mais que o livro acredita?! Com exceção de Crepúsculo claro rs

    Fiquei bem curiosa sobre como se dá o desenrolar dessa história e fiquei curiosa pq cada pessoa têm uma suposição diferente,oxeee,não gosto de coisas confusas,mas esse fiquei curiosa :o
    Só não curti muito essa capa,acredita que quando a vi jurava que era a capa de um livro de menina juvenil?! É,não me pergunte o por que,mas foi exatamente isso que pensei kkkk

    ótima resenha,bjs.

    ResponderExcluir
  9. não sabia que tinha o livro e por não gostar do filme não me atrai muito....

    ResponderExcluir
  10. Não pode quebrar a regra kkkkk
    Eu na verdade só ouvi falar na história do Clube da Luta mas ainda não vi o filme e nem li o livro.
    Ele não é um dos tipos de livros que eu costumo ler, porque a sinopse não me prende e nem me chama atenção para querer conhecer a história.

    ResponderExcluir
  11. Olá, não conhecia nem o filme nem o livro, mas pelos elogios acima fiquei curioso para conhecer essa trama surpreendente. Beijos.

    ResponderExcluir
  12. O livro é bem comentado, mas ainda não li e nem assisti, mas tenho curiosidade em ler e saber do que se trata e fiquei mais curiosa com as interpretações diferentes de cada um, quero ter a minha rs. Mas tenho que me preparar pelo visto tem muita violência nesse clube e acho que no geral.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bom?
    Gostei muito da resenha, eu já li o livro e vi o filme e gostei muito dos dois, o livro é um dos meus favoritos, a forma como Chuck Palahniuk cria seus personagens é incrível, também acho que todos deveriam ler o livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  14. Parece ser mesmo uma boa dica para quem já viu o filme e gostou assim como eu, para complementar. É uma pena que os plot twist não sejam tão fortes porque adoro isso em livros, mas bom saber que ela vem surpreendendo mesmo assim.

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Sempre vi muitas referencias a Clube da Luta, o que me deixou muito curiosa para poder conhecer essa historia, já tinha visto esse livro antes, mas não sabia que era o livro do filme, agora estou muito curiosa tanto para ler como para assistir, ainda mais sendo uma historia tão envolvente !!

    ResponderExcluir
  16. Oi Andrea! Tudo bem?
    Já ouvi falar muuito desse livro, todo mundo me recomenda, mas nunca tive vontade de ler. Vou assistir o filme, e se eu gostar, eu dou uma chance ao livro hahaha Beijos

    ResponderExcluir
  17. Eu já vi muitas pessoas comentando sobre este livro, mas a história não chama minha atenção, então no momento não pretendo ler.

    ResponderExcluir
  18. Tenho esse livro mas ainda não sobrou tempo pra ler.. comprei a edição que vinha com a soqueira junto no Submarino ;) todo mundo diz que é maravilhoso, nem o filme eu vi, espero ler os livros primeiros, já que em maioria são melhores né? Beijos

    ResponderExcluir
  19. Eu comprei esse livro em uma promoção, a bastante tempo, mas nem comecei o livro. Não sabia que o livro é tão bom assim, eu tinha lido só a sinopse dele, e esperava algo bem diferente. Agora fiquei com vontade de ler ele, e de ver o filme (que n=também não assisti haha)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. ahhh esse livro está na minha lista de desejos a muito tempo, mas ainda não tive oportunidade de ler no começo eu achava que era violencia gratuita, mas pelo que estou percebendo ele usa a violencia para analisar os comportamentos
    eu já notei isso que cada pessoa tem uma opinião e teoria diferente, espero poder ler em breve para desta forma ter a minha

    ResponderExcluir
  21. Eu adoro e filme e o livro,a acidez dessa história...ahh,os dois são incríveis,mas não tive ninguém pra comparar as interpretações =/
    Estou louca pela HQ Clube da Luta 2

    ResponderExcluir
  22. Oi Andréa...

    Adorei sua resenha... Confesso que ainda não li o livro nem assisti ao filme... Mas gostei da trama, ainda mais por se tratar de uma crítica contra o sistema e sobre a sociedade consumista em que vivemos. Vou tentar assistir ao filme e se possível ler o livro em breve também...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  23. Oi mana, posso sentir a empolgação em sua resenha mas tenho que admitir que esse livro não leria, não faz meu estilo e tenho certeza que no meio da leitura eu iria estar com um tédio sobrenatural e acabaria abandonando o livro, o que não ia ser legal. Mas fico contente que gostou do livro, só que esse simplesmente não é pra mim.

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D