OPINIÃO || O AMOR MORA AO LADO - DEBBIE MACOMBER || @Novo_Conceito

15 de nov de 2016

O Amor Mora Ao Lado - Debbie Macomber

Original: Family Affair
Páginas: 114
Ano: 2013
Editora: Novo Conceito
Encontre Aqui: Skoob, Amazon, Saraiva, Submarino.

"Quanto mais o analisava, mais se sentia atraída por ele, o que não fazia sentido algum. Ela parecia alguém em uma dieta restrita, totalmente seduzida por uma bandeja de sobremesa."

E ai pessoal, tudo bem? Sei que estamos meio sumidas do blog porém é por conta da correria de fim de ano mas estamos fazendo o possível pra manter tudo em ordem. E hoje trago à vocês um romance bem leve, rápido e divertido! (um pouco clichê mas um clichezinho de vez em quando não faz mal a ninguém, não é mesmo?!)

O Amor mora ao lado nos retrata a história de Lacey, uma jovem recém divorciada que está extremamente irritada e frustada com sua vida atual, devido ao trabalho e aos estragos deixados após a separação. Ela vive em um apartamento apenas com a companhia de sua gata Cléo, que é sua fiel escudeira que está sempre ali para ouvir os desabafos de sua dona.


"Ela queria companhia, e, depois do seu casamento desastroso, não queria mais saber de homens em sua vida. Um gato não mentiria para ela, não a trairia nem a faria sofrer."

Apesar de toda a exaustão, Lacey tinha uma vida calma até ser perturbada pelo escândalo de mais uma briga no apartamento ao lado. Jack Walker, seu vizinho lindo, sempre charmoso e com sorriso maravilhoso sempre estava brigando, batendo coisas e gritando com uma moça no apartamento ao lado. Como Lacey sempre via a moça no apartamento, tudo o que ela conseguia pensar era que eles eram namorados. Fato que fazia com que ela fugisse de Jack assim como o diabo foge da cruz.

Entretanto, foi justamente uma dessas constantes brigas, que obrigou Lacey a bater na porta de seu vizinho para pedir que eles se acalmasse, que a história teve uma reviravolta pois enquanto Lacey conversava com o casal, o gato de estimação de Jack - denominado Cão - simplesmente entrou no apartamento que estava aberto e namorou com Cléo, deixando a gata prenha. A partir de então, essa gestação felina acabou por dar a desculpa perfeita para que Jack se aproximasse de Lacey.

Com o desenrolar da história descobrimos mais sobre a personalidade de Lacey, sobre seus sentimentos com a ex-relação, sobre seus medos perante Jack e acompanhamos o caminhar de uma reconstrução de auto-estima, confiança e um possível amor que a princípio parecia ser impossível.


"Você trouxe minha confiança de volta. Não sei como fez isso, mas desde que nos tornamos...amigos, parece que tudo começou a dar certo pra mim." (p.99)


Apesar de não chegar aos pés dos típicos chick-lit o livro é bem leve, de leitura super rápida - devido a diagramação do livro que conta com letras grandes e espaçadas - e divertido. Por mais que eu goste bastante de romance senti falta de ver a luta de qualquer dos lados em busca de conquistar o outro, às vezes parece que Jack não precisou fazer tanto esforço para conquista-lá. Por outro lado, consegui ver passo a passo do crescimento de Lacey, todas as inseguranças deixadas para trás, a superação, entre outros.

Recomendo a leitura para você que acabou de fazer um leitura densa e está com aquela ressaca literária. Peguei ele para ler em um dia mas em poucas horas já havia acabado. Achei interessante que no final do livro você encontra algumas receitinhas para os felinos e um trecho do livro anterior da autora Debbie, "A Pousada Rose Harbor".



Ele sorriu. Lacey podia jurar que nunca havia visto alguém tão bonito. Era estranho, ela sabia, sentir-se daquela maneira por um homem. Não era a aparência dele, embora ele fosse muito atraente. Mas o que ela achava tão fascinante em Jack era quem ele era como pessoa. Era confiável e generoso. Ele a havia ajudado a recuperar sua fé no amor e na vida. O amor dele havia sido uma dádiva preciosa pela qual ela sempre seria grata." (p.126) 


Aproveite um dia chuvoso, pegue seu bichinho de estimação (que tal um gato pra tornar a história mais real?!) e se delicie com essa leitura.

Espero que gostem da sugestão. Por hoje é só. Beijinhos!! Até a próxima!

 




20 comentários:

  1. Quem não ama um livro leve e clichê não é mesmo?
    Eua mo!
    Já estava há muito tempo querendo ler esse livro!
    Vi uma vez no skoob e me bateu uma curiosidade!
    Quero ler!
    Bela leitura!

    ResponderExcluir
  2. Percebi mesmo que ficaram meio sumidas aqui do blog, mas eu entendo a correria, principalmente de final de semestre. Eu mesma não tenho feito muitas postagens esse mês. De qualquer maneira, gostei da proposta do livro, afinal, quem é que não gosta de um bom cliche, principalmente quando ele é leve e divertido? Estou finalizando uma leitura densa e acho que esse seria o ideal para não ficar com ressaca.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, o que mais me chamou atenção foi a fato de a protagonista ter um gato (adoro livros onde os personagens tem pets, acho super fofo) mas o livro em si é bem legal pra ler num dia chuvoso. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Bem, como mãe de uma gatinha, já gostei da história, né? Parece bem divertida e leve, essa leitura. Espero ter a oportunidade de conferir.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Maryany!
    Tive a oportunidade de ler esse livro uns anos atrás e gostei muito, justamente por sem bem leve e nem precisarmos pensar muito.
    Não chega a ser um chick lit legítima, mas chega bem perto...
    “Não há nada que faça um homem suspeitar tanto como o fato de saber pouco.” (Francis Bacon)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Oi Maryanny, eu gosto muito de ler livros leves, fofos, clichês, aquele tipo de livro que te deixa tão leve quanto a história e que até parecem um filme da sessão da tarde, então tenho que dizer que gostei muito de sua indicação. Eu não conhecia o livro ou a autora e se tiver oportunidade vou querer conferir com certeza e como eu tenho um gatinho vou seguir sua sugestão e ler com ele do lado pra dar mais veracidade a história rsr :D

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Doida pra ler esse livro Maryanny!
    Preciso ler obras assim pra sair dessa ressaca msm, pq tá difícil continuar minhas leituras, só acumulando aqui...
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. (um pouco clichê mas um clichezinho de vez em quando não faz mal a ninguém, não é mesmo?!) Na verdade os clichês quando bem escritos tornam a nossa vida um amor só, porque num mundo onde nada se cria tudo se copia os clichÇes servem para nos aliviar de leituras mais densas e profundas, eu quero ler sim, achei bem fofíneo (que foto linda do gatinho)

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mary!
    Realmente parece ser um clichê bem gostosinho de se ler, e por essa parte dos gatos unirem os donos ficou bem no estilo chick-lit mesmo. Eu super leria com esse intuito de ser um passatempo bem leve mesmo.

    ResponderExcluir
  10. Parece ser uma leitura divertida e uma boa distração para aliviar os livros tensos. Quando envolve animais no meio a história fica mais fofa.

    ResponderExcluir
  11. Gostei do enredo, gosto de romancezinhos assim. Achei divertido isso dos animais de estimação deles terem filhotes. Uma ótima dica para sair da ressaca literária mesmo. Amei a dica e a resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  12. amo livros levinhos, esse livro parece ser muito bom, me interessei bastante, amo chick-lit de coracao , os gatinhos deram um empurrãozinho bem grande no romance ein kkkkkjk ! adorei a resenha , e pretendo ler

    ResponderExcluir
  13. Oi, Maryanny!
    Adorei a indicação!! Parece ser um livro super interessante!! Adoro livros divertidos!! Esse parece ser muito legal!! Amei a Cléo e o Cão!! Dois cupidos de quatro patas!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá Maryanny,
    Final de ano é uma correria louca, mas adoro hahaha
    Os romances clichês, leves e divertidos tem seus encantos, e são ótimas opções de leituras após um livro mais intenso mesmo, especialmente pra sair da dita ressaca literária.
    Já estava de olho nesse livro há tempos mas nunca cheguei a ler uma resenha, mas gostei do que vi, pois adoro histórias com animais de estimação hahaha Também gosto de histórias onde podemos acompanhar o crescimento e amadurecimento dos personagens, sempre dá para tirar algumas lições, então espero que a Lacey tenha algo de bom a mostrar.
    Não tenho gatos, mas vou pegar os meus dois cachorros para ler o livro ;)
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Achei o livro interessante porque queria conhecer alguma coisa da autora. Vi falando bem dela...
    Mas confesso que a história não me motivou muito. Acho que é boa mesmo pra ler quando bate aquela ressaca e a gente quer algo mais leve. Ela parece ser clichê e sem muita emoção e reviravoltas, levinha mesmo.
    Mas ainda não tenho muita vontade de ler, no momento não acho que iria gostar muito =/

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Você tem razão é tão bom ler esses romances levinhos depois de uma leitura densa, acho que esse vai ser a minha próxima leitura, achei bem legal e diferente o fato de eles só se aproximarem por causa dos gatos haha, espero que a Lacey não seja uma personagem chata como há em vários clichês por aí.
    Beijos Lendo Com Ela

    ResponderExcluir
  17. Puxa, qual é o problema do cara? Fiquei curiosa. Ja li vários livros da autora e gosto muito. Mas essa historinha me deixou bem curiosa, acho que vai ser o próximo que vou comprar.

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro mas gostei muito dessa historia, parece ser um livro leve e diverto, e com uma historia sem comprometimento, e adorei a forma como os gatos acabam juntando o casal, se tiver oportunidade com certeza irei ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  19. Tipo, não achei muito a minha praia o livro, mas a resenha me fez refletir um pouco sobre, porque não achei só cliche, achei meio copias de filmes e livros de romance que ja li, então não me atraiu muito, nem me deixou curiosa (inclusive tem um livor de romance com um titulo bem parecido "Minha Vida Mora Ao Lado", acho que é esse), quem sabe um dia, beijo.

    ResponderExcluir
  20. Nossa, pode-se dizer que o relacionamento deles iniciou por causa do relacionamento dos gatos dos dois, rs. Nunca li um livro assim. Conhecia o livro só de vista, ainda não tinha parado para ler algo sobre ele. Espero ler também para acompanhar o crescimento da Lacey (o nome me lembrou de uma das personagens de Beijada por um anjo, rs), quero ler também Anjos à Mesa da mesma autora.

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D