OPINIÃO || ENTROPIA - ALEXANDRE MARQUES RODRIGUES || @editorarecord

4 de out de 2016

Entropia - Alexandre Marques Rodrigues

Páginas: 304
Ano: 2016
Editora: Record
Encontre Aqui: Skoob, Amazon, Saraiva, Submarino.

"Eu era o paradoxo do corpo dessexualizado pela sexualidade máxima, e dormia, vestida, a boca aberta, ressonando."





Olá, pessoas. O livro que vim recomendar hoje não é muito fácil, mas eu gostei muito e acho que vale super a pena instigar vocês a sair um pouquinho da zona de conforto como aconteceu comigo. E recomendo, de verdade, que se você for ler esse livro algum dia, procure entender um pouco o conceito de Entropia. Quanto melhor você compreender, melhor vai ser o seu entendimento sobre a história. Eu sei que física pode ser bem chato, e que muita gente não gosta de nada que se relacione com as ciências exatas, mas a entropia é um conceito muito interessante e o livro é todo construído em cima disso. Não se assuste, não precisa ser expert nem nada disso, mas você vai ver a diferença que faz se ao menos compreender o conceito.

É muito difícil fazer uma sinopse desse livro sem dar spoiler, porque qualquer informação que eu der, vai estragar a forma como o autor construiu o livro. Veja só, ele vai costurando as informações de um jeito tão único, de forma a fazer você descobrir e ir ligando os pontos aos poucos, que me deixa de mãos atadas ao tentar situar vocês no que acontece dentro da história. Esse é um dos livros que, quanto menos você souber, mais interessante vai ser a sua experiência de leitura.

"Desta vez não saboto a vida, não fico em casa, confortável, digerindo o fato de ter perdido a coragem, desistido mais uma vez. Não há solução: agora eu tenho que ir, eu vou." (p. 15).

Estruturalmente falando, parece um livro de contos. É divido em quatro blocos, cada um com o nome de uma cidade, e os capítulos tem títulos por vezes meio estranhos, e que não parecem conectados. A diagramação não é nada convencional, iniciando parágrafos com letras minúsculas, muitas vezes sem parecer mesmo o início de um parágrafo porque não tem ponto final no parágrafo anterior. Isso dá um ritmo diferente e, muito provavelmente, vai causar uma confusão nos primeiros capítulos. As notas de rodapé, ao invés de explicar alguma coisa, desenvolvem outras partes da história, então não pulem elas durante a leitura. Todo o livro foi pensado para te causar  estranhamento, o que acabou sendo muito positivo.



Com relação aos personagens, há um jogo de identidades, e isso é tudo o que posso falar sem estragar a leitura para vocês. E a relação entre eles, é toda construída em cima do silêncio e da distância. A sensação que fica é de que aqueles relacionamentos podem se desfazer a qualquer momento, entre um capítulo e outro. Diante da falta de comunicação, o corpo assume muito do que a gente pode compreender desses personagens, tanto na forma como eles se movimentam e a como escolhem posicionar seus corpos no espaço que lhes é destinado, como também no sexo. Sim, o conteúdo do livro gira bastante em torno de relações sexuais e sexualidade, então não recomendo muito se você é muito novo ou é sensível com relação ao tema.

"Você continuaria então sem saber o que fazer. Sim, se eu enlouquecesse, se minha infelicidade transbordasse não mais em lágrimas, mas em gestos, em fúrias, em delírios: você não saberia o que fazer." (p. 50).

O que me impediu de dar cinco estrelas para o livro foi, sinceramente, culpa minha mesmo. Eu queria ter feito anotações e lido de uma forma mais técnica, porque senti que essa história tem muita coisa para oferecer, mas fiz uma leitura mais rápida porque não estou podendo me dedicar da forma que queria. Então vou precisar fazer uma releitura em breve para acalmar meu lado acadêmico. Mas não se preocupem, tenho certeza que vão poder apreciar a história, independente da forma como vocês leem (desde que prestem um pouquinho de atenção, claro). Espero que tenham ficado instigados e que deem uma chance para esse livro, porque eu realmente acho que mais pessoas deveriam lê-lo. 


Livro recebido de cortesia em parceria com a editora.

 

Abraços e até a próxima.

20 comentários:

  1. Oi, gostei da resenha, apesar de parecer ser um livro confuso, e eu ser de humanas kk, achei a história muito interessante e algo que realmente faz air da zona de conforto, e agora estou meio que começando a ler livros assim (a menina submersa é um ótimo exemplo e por acaso eu amei). Alem disso achei essa capa super diferenciada, e como vc deu estrelas haha...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Adorei esse livro, não conhecia, vou qrer ler e saber mais dessa história.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Nunca li esse tipo de livro, na verdade, acho que o único que li de contos foi o Formaturas infernais.. mas confesso que não curto muito os contos mesmo, gosto da história como um todo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Andrea!
    É sempre muito bom podermos apreciar uma leitura diferenciada das que estamos acostumados e sairmos da zona de conforto, como falou.
    Gosto de física e gostaria de ler o livro, principalmente porque ele parece com uma diagramação bem diferente da comum.
    “A sabedoria consiste em ordenar bem a nossa própria alma”. (Platão)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Andrea!
    Esse livro parece ser muito intenso, do tipo que pra ser bem entendido é melhor ler de uma vez só, sentindo tudo de uma vez. Não sou acostumada a fazer esse tipos de leitura, pelo fato de ser um livro de contos; pelo fato de envolver muito sexo e sexualidade; e pelo fato de ser um livro construído pra causar estranhamento. Pelo menos no momento, não é uma leitura que eu faria, já que como você disse é um livro que deve ser lido com atenção.

    ResponderExcluir
  6. Já ouvi falar sobre esse livro antes e por mais que tenha um enredo mais do que promissor, eu estou um pé atrás, principalmente porque parece que o autor faz com que seus leitores fiquem confusos, e vi comentários a respeito da diagramação e da maneira que as letras foram colocadas, acho que eu ia ter algum tipo de agonia e não ia fluir muito bem. Ainda assim, gostei de saber a sua opinião.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Esse livro realmente não é do tipo que gosto de ler. Apesar de ser de exatas, eu leio ficção principalmente para fugir do que tenho que estudar sempre. Eu entendo o conceito de entropia, e já estou imaginando a loucura que é esse livro. Mas quem sabe eu dê uma chance um dia.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  8. Oi, Andrea!!
    Também acho legal as vezes sair da nossa zona de conforto e procurar ler outras coisas. Esse livro parece ser bem diferente de todos os livros que já li. Gostei da indicação.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Gostei desse livro não o conhecia parece ser bem diferente do que estamos acostumados a ver e ler, é muito bom partimos para novas experiências. Mesmo que tenha certa dificuldade no começo parece que vale a pena, pois despertou minha curiosidade.

    ResponderExcluir
  10. Gostei da indicação Andrea, pois sempre busco ler livros que fogem da minha zona de conforto. Sempre gostei de ciências exatas, ma pelo que deu para entender esse livro é bem confuso, tem que ser lido com muita atenção e dedicação, mas com o final de ano chegando estou dando preferência para livros de leitura mais rápida, pois quero tentar ler mais livros até dezembro. Quem sabe dou uma chance e leio mais pra frente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Realmente, física foi e não está entre as minhas disciplinas favoritas, mas conheço sim um pouco do conceito de Entropia, e só por este título me senti atraída pela obra. Essa "bagunça" que o livro apresenta está relacionado ao título, confesso que não me dou bem com livros assim, mas pela sua resenha percebi que é um livro que merece ser conferido. Eu gostei da dica e pretendo conferir o livro.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  12. A resenha ficou perfeita como sempre, mas achei um pouco confuso para entender onde o autor quer chegar, que por fim não entendi. Acho que não leria esse livro, gosto de livros menos complicados.

    ResponderExcluir
  13. Oi.
    Ótima resenha, mas eu confesso que prefiro livros mais fáceis de entender, não que eu não goste de um livro com um contexto mas centralizado em algo e que me tire da minha zona de conforto como você mesmo falou, mas é que quando não entendo fico realmente chateada o que me faz na maioria das vezes abandonar a leitura.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  14. Nãooo gosto muito desse tipo de livro.
    Adorei a resenha, mas não acho que leria esse.
    Gosto de coisas mais românticas.
    Masss confesso que pareceu interessante!

    ResponderExcluir
  15. Achei interessante lembrar um pouco de livros de contos. Mas...não acho que leria. É bem fora do que gosto e mesmo que seja interessante pra sair da zona de conforto acho que ficaria me arrastando com ele, custando a ler mesmo porque não é um assunto que chame muita atenção pra mim =/

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Adorei a capa desse livro, achei tão diferente do que vemos que ela logo me chamou atenção. Não conhecia essa historia e ela parece ser complexa, em seu enrendo mas do tipo que se entende, fiquei curiosa para saber mais, mas como é aconselhado saber o menos possível fiquei ainda mais curiosa para ler é descobrir mais sobre o que esse livro fala !!

    ResponderExcluir
  17. Sério, pra mim não dá não. Eu ficaria perdida a cada parada do livro (e quem sabe minha vida sabe como são muitas e bruscas) e acabaria com isso perdendo o melhor da obra. Essa vai ficar para minha lista de acasos (se acaso eu ganhar leio em respeito a quem me deu).

    ResponderExcluir
  18. A editora fez um ótimo trabalho com a diagramação do livro, entretanto não é o estilo que eu leria. Quem sabe em uma outra oportunidade, não é mesmo? Parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
  19. Achei a capa linda e bem diferente, mas a historia em si não me conquistou. O enredo é muito complexo e complicado. Provavelmente não leria.

    Bj
    http://www.meupassatempoblablabla.com

    ResponderExcluir
  20. Eu abri a capa pensando que eu já aprendi o que é entropia, mas sem conseguir me lembrar exatamente sobre os conceitos hhahaha Eu curti a capa, mas ao mesmo tempo me fez pensar que o livro poderia ser bagunçado, sabe? Enfim, devido ao estado caotico de fim de curso em que eu me encontro eu provavelmente não lerei esse livro, uma vez que vc disse que ele é muito pesado e coisa assim.

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D