OPINIÃO || BONSAI - ALEJANDRO ZAMBRA

26 de out de 2016

Bonsai - Alejandro Zambra

Páginas: 96
Ano: 2012
Editora: Cosac Naify
Encontre Aqui: Skoob, Amazon, Saraiva (e-book).


"No final, Emilia morre e Julio não morre. O resto é literatura."






E ai pessoal, tudo bem? Sabe aquele ditado "Menos é mais" ?! É exatamente essa frase que define essa leitura. 

"Esta é a história de dois estudantes devotados à verdade, a dispersar frases que parecem verdadeiras, a fumar cigarros eternos e a se fechar na violenta complacência dos que se creem melhores, mais puros do que o resto, do que esse imenso e desprezível grupo que chamam de o resto."

Bonsai nos retrata um história de amor entre dois jovens colegas de faculdade, que de início não se davam bem. 

"Júlio não gostava que Emilia fizesse tantas perguntas nas aulas, e Emilia se aborrecia porque Júlio passava de ano quase sem aparecer na faculdade."

Júlio e Emilia protagonizam uma história que, segundo o narrador, é leve mas se torna pesada. Um casal que tem suas extravagâncias - sexuais, emocionais e também literárias-; ler juntos antes de "trepar" virou hábito, e não apenas como incitador erótico. Diversos autores famosos testemunharam várias noites de amor do casal, entretanto, foi um conto de Macedonio Fernández "Tantalia", que os impactou como nenhuma outra leitura. 

"... aprenderam a ler os mesmos livros, a pensar parecido e a disfarçar as diferenças. Logo moldaram uma valiosa intimidade (...) conseguiram se fundir numa espécie de vulto."

Entretanto, o que parecia ser um amor duradouro se perdeu com o tempo, e a partir daí temos a trama fluindo separadamente para ambos os personagens. Podemos acompanhar as ciladas em que ambos se metem e ver o quanto as coisas tomaram rumos diferentes na ausência do outro. 

"Qual o sentido de ficar com alguém se essa pessoa não muda a sua vida? (...) a vida só tinha sentido se a gente encontrasse alguém que mudasse, que destruísse sua vida."


A escrita de Alejandro Zambra é direta. Seu narrador é seco, não faz firulas e não se perde com detalhes insignificantes. É uma narrativa enxuta, assim como na jardinagem, o autor poda as partes desnecessárias e nos mostra somente o que interessa. É um livro bastante verdadeiro. Fala sobre relacionamentos rápidos, medos, frustrações e acima de tudo fala sobre a realidade (mesmo que por muitas vezes ela soe esquisita). Fala sobre como pessoas passam por nossas vidas, sobre pequenas atitudes que tomamos.

Entretanto, um fato que me incomodou bastante na leitura foi começar o livro já sabendo que Emilia irá morrer no final, mas isso varia de pessoa para pessoa. 

"No final ela morre e ele fica sozinho, ainda que na verdade ele já tivesse ficado sozinho muitos anos antes da morte dela, de Emilia."

Porém, um fato que me emocionou foi ver que Júlio mesmo após a separação e mesmo após a morte de Emilia, consegue manter viva a memória que ele têm dela e podemos perceber que a história do livro que está sendo escrito por ele retrata como ele queria que as coisas tivessem acontecido entre os dois.

Enfim, é uma leitura rápida, leve porém tocante que te proporciona pensar que às vezes você está lutando pra fazer algo dar certo mas que não é isso que o destino quer. 

Por hoje é só. Beijinhos!! Até a próxima!

18 comentários:

  1. Não sei se leria esse livro. Ele parece bem direto, mostra umas coisas legais da relação e sem ficar enrolando demais e isso até gostei. Também tem um jeito mais real, parece mostrar que a vida é dura e não só feita de coisas bonitas e que situações difíceis sempre podem surgir...
    Mas não me chamou muita atenção pra ler =/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Maryanny!
    Achei que a sua resenha foi bem completa, já dando pra entender como o livro começa e termina. Não me empolguei muito com a história dos dois, acho que com mais história eu talvez me interessasse. Apesar disso, adorei a sua comparação da escrita do autor com jardinagem, uma ótima ideia.

    ResponderExcluir
  3. Gosto de realizar leituras diretas de vez em quando, leituras que não focam apenas no principal da trama. Gostei muito do romance e não me incomodo de saber que a personagem morre logo no começo da história. Amei a dica e a resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  4. Oie! Que gracinha de obra, gostei mto, me emocionou só pela resenha...
    Vou qrer conferir loguinho sim!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi!!
    Gostei muito da resenha que foi muito sincera e emocionante de se ler, mas acho que no momento não leria esse livro. Mesmo assim gostei muito de conhecer essa obra.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  6. um livro da minha editora favorita , só tenho um livro dessa editora .achei inédito da parte do autor escrever um livro com um tema peculiar em apenas poucas páginas porem sei que esse livro não é para mim . gostei da resenha parabéns

    ResponderExcluir
  7. Maryanny!
    Nossa! Deve ser um romance carregado de drama e saber logo o que acontecerá não é bom, mas deve ter alguma lição por traz de tudo...
    Gostei!
    “Das coisas que a sabedoria proporciona para tornar a vida inteiramente feliz, a maior de todas é uma amizade”.(Epicuro)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  8. Cara, de primeira, pela capa (muito feia com todo o respeito), eu achei que era um livro escolar, mas depois da sua resenha e dessas frases de efeito, fiquei com vontade de ler, ainda mae que amo livros verdadeiros. Se vc leu a menina submersa vai entender o que quero dizer com verdadero, mas não factual.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Gostei muito de saber que temos um livro direto e que não perde tempo enrolado, mas concordo com você quando nos já sabemos desde o começo que a personagem ira morrer a leitura deixa de ser impactante e acaba se tonando até triste por essa certeza que o livro nos da !!

    ResponderExcluir
  10. Oi, por enquanto não me interesso na leitura pois não gosto de enredos sem muitos detalhes, acho que deixa a história bem crua. Mas não é uma leitura que eu abomino. Leria quando não tivesse outra opção. Parabéns pela resenha, adoro sua escrita!

    ResponderExcluir
  11. É parece ser uma leitura bem direta sem rodeios, tipo direto ao ponto rs. As vezes a vida das pessoas vai bem, mas de uma hora pra outra muda assim como a dos personagens, que chato que a Júlia morre, não gosto quando acontece isso com os principais eles deveriam ser eternos rs.

    ResponderExcluir
  12. Oi.
    Depois de essa resenha fiquei indecisa sobre ler ou não esse livro, por um lado amo essa coisa toda verdadeira que o livro tem, a narrativa rápida e direita, por outro lado não curtir muito a Premissa do livro, então acho que vou dar uma chance apesar da minha relutância.
    Boa Noite.

    ResponderExcluir
  13. A impressão que eu tive desse história foi violenta. E não curto quem vive o agora moldado por arrependimentos. Eu vivo a lei de que arrependimento só acontece porque é tarde e vivo fazendo com quem amo aquilo que temo me arrepender de não ter feito. Ligo só pra dizer eu te amo, estou com saudades e essas coisas. Por isso.. eu passo pro próximo livro. A quem vai ler boa leitura.

    ResponderExcluir
  14. Olá Maryanny,
    Não conhecia esse livro, na verdade, acho que nunca li um livro dessa editora. Confesso que não fiquei interessada em ler esse livro, acho que o que mais incomodou foi saber que a narrativa é direta, pelo número de páginas dá pra ver que a história não é tão detalhista, então tenho a impressão que não ficaria envolvida com a história, já que prefiro um romance mais envolvente e que me prende. Agradeço a dica mas por enquanto não pretendo ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Confesso que achei a historia interessante, mas acho que não leria exatamente polo fato da personagem morrer no final. Mesmo não sendo surpresa e sabendo disso antecipadamente , odeio quando isso acontecer e literalmente corro de livros assim.

    Bj
    http://www.meupassatempoblablabla.com

    ResponderExcluir
  16. Nunca li nenhum livro da Cosac, mas a ideia de começar um livro já sabendo o destino de um dos personagens me desanima um bocado :\

    ResponderExcluir
  17. Oi, não conhecia ainda livro ou autor, e apesar de ter me interessado ao ler sua opinião sobre ser um livro verdadeiro, por assim dizer, eu não pretendo ler pq é muito curto e principalmente por começarmos o livro sabendo q a moça morre. Não suporto esse tipo de coisa em um livro :/

    ResponderExcluir
  18. Que livro estranho. Iniciar um livro ja sabendo o final e que o casal não terminará juntos, é muito estranho. Vou correr desse livro.

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D