OPINIÃO || TUDO PODE MUDAR - JONATHAN TROPPER || @editoraarqueiro

16 de set de 2016

Tudo Pode Mudar - Jonathan Tropper

Original: Everything Chage
Páginas: 288
Ano: 2012
Editora: Arqueiro
Encontre Aqui: Skoob, Amazon, Saraiva, Submarino

"O que fazer quando você não sabe que rumo sua vida está tomando,quando você não tem certeza se é por esse caminho que você quer continuar seguindo?"




E aí pessoal tudo bem? Hoje trago à vocês a primeira experiência da minha vida lendo um lad lit (a versão masculina de um chick-lit) que por sinal é um divisor de opiniões.

Tudo Pode Mudar  retrata a vida de Zackary King (Zack) um homem de 32 anos, que possui um emprego não tão bom mas que trás um retorno financeiro permitindo que ele mantenha uma vida estável, que mora com Zed - um de seus melhores amigos - em um apartamento luxuoso em Manhattan-NY e está noivo de uma linda moça chamada Hope. Até então tudo parecia ser flores, entretanto tudo começou a mudar quando Zack vai ao banheiro e encontra sangue em sua urina. Assombrado pelo acontecimento ele decide procurar um médico para fazer diversos exames, onde foi diagnosticado algumas manchas em sua bexiga. Enquanto aguarda o resultado, que sairia em alguns dias, começa a repensar todas as suas escolhas de vida e percebe que tudo que antes aparentava ser perfeito, talvez não fosse bem assim. O seu trabalho era estressante, suas decisões e escolhas, geralmente, eram tomadas pensando no melhor para as pessoas e não para si mesmo.

"Ele pode ao certo não saber o que é aquela mancha, mas eu tenho certeza absoluta do que ela não é. Não é um nada." (p.37)

Como se não bastasse o pânico com a hipótese  da existência de um câncer ele se vê em outra fria. Seu pai Norm decide retornar, após 20 anos sem dar notícias, com o intuito de se aproximar novamente dos filhos e consertar todos os erros cometidos no passado. De início Zack fica com um pé atrás, afinal como confiar em alguém que mentiu, traiu e iludiu os filhos por tanto tempo?

" - Você não deu a menor bola para mim durante todos esses anos - explico, a voz saindo mais alta do que eu pretendia, e tenho a vaga percepção de que as outras pessoas param de falar e começam a olhar para mim. - Você não acha que é muita presunção de sua parte aparecer do nada e achar que vou lhe contar detalhes da minha vida? Você não faz parte dela, Norm." (p.123)

E pra tornar a vida mais complicada, seu casamento com Hope se aproxima. Porém Zack não sabe se deve se casar pois com a proximidade com Tamara  -viúva de seu melhor amigo Rael,  morto em um acidente de carro - ele acaba se apaixonando pela moça e fica com aquela famosa dúvida: "Vale a pena largar o seguro para arriscar com algo incerto?"

"Todas as mulheres lindas têm uma característica que as coloca no topo; no caso de Tamara são os lábios, carnudos e num tom carmesim que nenhum batom seria capaz de reproduzir." (p.40)



Sabe quando um livro tinha tudo para ser incrível mas acaba com todas as suas expectativas? Foi o que aconteceu com essa leitura. Quando comprei o livro, fiquei mega empolgada com a sinopse e eu havia lido várias críticas boas sobre. Apesar de ser considerado uma leitura rápida, devido a seus capítulos curtos, a leitura não fluiu como eu esperava. 

Primeiramente, em nenhum momento eu senti que o Zack era um homem (a não ser nas cenas exageradas de sexo). Não estou dizendo que homem não é sensível mas a forma como as coisas o impactavam parecia que eu estava lendo um chick-lit normal.

Outra coisa que me incomodou bastante e que fez com que eu tomasse birra do personagem foi a forma como ele se referia a seu irmão portador de necessidades especiais, por diversas vezes ele o chamou de  "Retardado". A forma como ele repugnava seu pai pelas atitudes dele no passado, como por exemplo as diversas traições à sua mãe , e Zack fazia exatamente igual com Hope. Ou seja, julgava e repetia os atos. Entre diversas outras atitudes que faziam com que parecesse que  Zack era uma criança e não um adulto.

Entretanto, apesar de todos os altos e baixos com a leitura Tudo pode mudar é um livro que fala sobre a coragem de recomeçar, mesmo que não seja fácil, de arriscar trocar tudo o que era considerado certo e estável pela aventura e surpresas da vida real. Eu recomendo embarcar nessa estória pois ela nos passa de forma alegre, cômica e algumas vezes trágicas várias lições com todas as peripécias de Zack e Norm e te faz refletir atitudes da vida. 

Por hoje é só pessoal. Me contem a opinião de vocês!! Beijinhos, até mais. 

27 comentários:

  1. Olá! Nossa que história, por um lado me agradou, mas por outro, só de pensar q ele trata o irmão como "retardado"...aaaiii....Mas vou tentar ler sim, o enredo eh mto bom!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se resolver ler mesmo venha me contar como foi sua experiência com Zack e Norm kkk Beijinhos.

      Excluir
  2. Não curti o personagem, chamar o irmão de retardado e ser um hipócrita em relação a traição (julgar o pai por isso e depois trair a Hope - fala sério, cara). E não conseguir ''ver um homem'' na escrita também me incomodou - para mim esse é o ''diferencial'' do livro. A história em si não chamou minha atenção então não leria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente existe vários aspectos que fazem a gente tomar uma birrinha do Zack mas talvez sua experiência com a leitura fosse diferente da minha. Se algum dia mudar de ideia e resolver dar uma chance, venha me contar o que achou!! Beijinhos.

      Excluir
  3. Nossa, esse personagem parece ser mega desprezível, mas não acho que isso faça a leitura ruim, pelo contrário, faz um personagem humano, que existe, sendo bom ou ruim. Pelo que eu entendi, a narrativa é em primeira pessoa, e devemos esperar mesmo esse tipo de coisa de vez em quando. Mas que pena que deu a entender que era um chick lit, talvez fosse a intenção mesmo de fazer um personagem bem diferente.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que varia de pessoa pra pessoa. Sabe aquela expressão "meu santo não bateu com o dele" foi o que aconteceu kkkk mas se você der uma chance a leitura venha me contar como foi a experiência!! Beijinhos.

      Excluir
  4. Na verdade não curti nada nadinha da proposta inteira, super, mega clichê, um se paixonar por outro já estando em um relacionamento e doença envolvida drama com pitadas de romance e ainda esse homem que na leitura não aparenta ser homem e sim mulher sentimental! hihihi muito pra mim! esse eu passo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, muito clichê em um livro só kkkk mas por trás dele tem várias lições para a vida. Mas enfim, se algum dia você resolver dar uma chance para as aventuras de Zack e Norm, venha me contar como foi a experiência!! Ficaria muito feliz. Beijinhos!!

      Excluir
  5. nossa é a primeira resenha que leio sobre chick-lit masculino , a sinopse é ótima. mas no decorrer da resenha eu perdi o encanto pela história , pois o personagem parece não ter uma personalidade formada . ainda chama seu irmão de retardado , me parece um protagonista bem imaturo . a capa do livro é muito feia .a resenha foi simples e objetiva , parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente em alguns momentos o personagem parece ser uma criança ao invés de adulto. Te confesso que a primeira coisa que eu reparei foi a capa kkk achei diferente. Mas enfim, obrigada pelo elogio sobre a resenha. E se caso você resolver se aventurar nessa leitura venha me contar como foi a experiência. Beijinhos!

      Excluir
  6. Olá.
    A premissa desse livro não me conquistou. Em nada me chamou a atenção. Então, deixo passara a dica, pois minha lista de leituras já está imensa. Sua resenha está ótima, muito bem elaborada e sincera. Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dê uma chance a ele em algum momento da sua vida, quem sabe você não recebe uma grata surpresa. Beijinhoos.

      Excluir
  7. Eu gosto muito de chick-lits, e também gosto bastante de lad-lits (apesar de ter lido bem pouco até hoje). A história desse livro parece até ser bem interessante, mas confesso que ele não animou muito não. Eu acho que o protagonista vai me irritar bastante, só pelo jeito que ele trata a família. E saber que a leitura não fluiu muito bem com você, me desanima mais ainda.
    Eu até posso ler esse livro algum dia, mas não é uma prioridade...

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada leitura flui de forma diferente pra cada pessoa. Acho que não era o meu momento com o livro mas quem sabe com você ocorre o oposto?! Se resolver ler, venha me contar como foi a experiência!! Beijinhos.

      Excluir
  8. Precisou acontecer algo com Zack, como achar que tinha uma doença para ele parar e pensar sobre sua vida, isso acontece com muitas pessoas na vida real. Só que o protagonista não me agradou por tratar o irmão assim e fazer o mesmo que o pai fazia com a mãe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é uma história que ocorre com mais frequência do que possamos imaginar. Se resolver dar uma chance ao Zack venha me contar como foi a experiência!! Beijinhoos.

      Excluir
  9. Oii!!
    Gostei de ver um livro lad lit achei interessante a sinopse mais quando li na resenha que Zanck chamava seu próprio irmão de retardado ... minha vontade de ler foi para espaço!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se mudar de ideia e resolver dar uma chance ao Zack, venha me contar como foi a sua experiência com ele. Beijinhos!!

      Excluir
  10. Oi Maryanny,
    Não conhecia esse livro e até fiquei bem interessada em ler só pela sinopse, parece ser o tipo de livro, que apesar dos clichês, trás várias reflexões. Adoro chick-lits, e já li alguns lad-lits, são tão envolventes e com uma pitada de humor. Mas que pena que esse daí não tem uma história tão fluida, o livro teria tanto potencial. Acho que essa personalidade do Zack afetou muito o desenrolar da história, quando não somos cativadas pelo protagonista a leitura fica difícil de agradar.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Micheli, tudo bem?! Realmente acho que a personalidade do Zack não me agradou muito e isso afetou bastante. É aquela coisa, quando o santo não bate não tem jeito kkk mas com outras pessoas foi diferente. Como eu disse na resenha, é um livro divisor de opiniões. Quem sabe você se da bem com ele!! Caso resolver ler, venha me contar como foi a experiência!! Beijinhoos.

      Excluir
  11. Oi, Maryanny,
    Nunca li nenhum lad-lit, mas O Projeto Rosie está na minha lista de desejados há tempos <3
    Sinceramente não me interessei pelo livro, achei que só o título já dá uma boa pista de como a história vai se desenrolar, e me parece algo bem sessão da tarde com um personagem como o Zack...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Luciana, tudo bem? Anotei o livro que você citou, parece ser bom, vou adicionar na minha listinha (imensa) de desejados!! Adorei a sua comparação com a sessão da tarde kkk realmente parece bem aqueles filmes clichês. Mas caso você mude de ideia e resolva dar uma chance a essa experiência, me conte como foi pra você. Beijinhos <3

      Excluir
  12. Que pena que não gostou tanto. Lembro que quando li foi bem legal. Ainda mais porque na época que peguei ele eu estava meio doente e foi bom porque tirou minhas preocupações da cabeça e me divertiu. Acho que é um livro bom por isso, por divertir. E tem cada cena louca e cada coisa bizarra xD
    Mas aí é com cada leitor mesmo. Pode não agradar tanto, pode ser bom demais. É um livro assim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por saber que o livro te ajudou em um momento difícil na sua vida!! Realmente a experiência varia de leitor pra leitor e é isso que faz com que a leitura seja mágica. Obrigada por comentar!! <3

      Excluir
  13. Eu amo chick lits, mas na versão masculina só li O Projeto Rosie, pretendo ler esse livro também para ter outras experiências, mas percebo que irei me decepcionar bastante, já que o livro não conseguiu predominar o aspecto masculino e nem ter uma escrita fluida.

    ResponderExcluir
  14. Chick lit é um gênero que eu não costumo ler tanto, o livro precisa me interessar muito para que eu consiga ler bem (normalmente se eu não gosto do livro, demoro mais de um mês para ler, ou desisto na metade kkkk). Eu já li alguns Lad lits, mas os que eu mais gostei foram O Projeto Rosie e Atraído (esse último eu nem sei se encaixa no gênero, mas achei o livro ótimo!)
    Confesso que essa história não me interessou muito, e acho que não vou gostar muito do personagem. Então esse eu passo.
    Bjss ^^

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D