OPINIÃO || O PÊNDULO DE FOUCAULT DE UMBERTO ECO || @editorarecord

27 de jul de 2016



O pêndulo de Foucault - Umberto Eco

Original: Il pendolo di Foucault
Páginas: 672
Ano: 2016
Editora: Record
Encontre aqui: Skoob || Buscapé

*Livro cedido em parceria com a editora.



Olá, pessoas. O livro que vim trazer para vocês hoje entrou para o meu hall particular de livros que me deram trabalho. Eu sempre quis conhecer o trabalho literário de Umberto Eco, porque sempre ouvi falar muito dele. Na faculdade, li alguns trabalhos de crítica e teoria literária, mas nunca cheguei a entrar em contato com a parte da produção dele que eu realmente queria ler. E, apesar de já estar esperando uma pedrada, confesso que me surpreendi.




Começando pela sinopse: Casaubon está no Museé des Arts et Métiers, de noite, olhando para o pêndulo de Foucault, esperando para completar sua busca. Nesse momento, acompanhamos seus pensamentos e então a história do motivo pelo qual ele está ali nos é contada. Parece simples, mas não é. Primeiro porque a cronologia é meio confusa, segundo porque envolve teorias da conspiração, alquimia e Cabala na Itália dos anos 1970 e 1980, terceiro porque são tantas referências que duvido alguém conseguir entender todas numa primeira leitura, e, quarto porque a linguagem de Eco não é nada fácil.

"Não se pode fugir a um infinito, disse comigo, fugindo em direção a outro infinito; não se foge da revelação do idêntico, na ilusão de que se pode encontrar o diverso." (p. 19).

O livro começa com o nosso protagonista (e narrador) Casaubon, nesse museu, olhando para uma obra importantíssima, com pensamentos completamente não-cronológicos. Faz sentido, já que a memória é essa coisa confusa mesmo. Mas devido à construção do livro, em algumas partes é realmente difícil identificar em que parte da história estamos. Então temos o conteúdo abordado, que é realmente muito complexo: juntar teoria da conspiração, mais alquimia, mais Cabala numa Itália em crise e rechear isso com referências muito cultas é uma jornada que vai demandar tempo e pesquisa durante a sua leitura. E por último a linguagem extremamente hermética do autor que não facilita em nada o entendimento de todas essas coisas. Ou seja, prepare-se para uma leitura trabalhosa, mas não menos prazerosa; mais para o fim do livro, a leitura já estava bem mais fluida.




Para mim foi muito interessante perceber as críticas que Umberto Eco faz à religião, aos teóricos da conspiração, sociedade italiana e tudo isso. E eu também gosto de livros que me acrescentam conhecimento de coisas que eu nem fazia ideia do que eram. Para conseguir ter uma ideia do que estava acontecendo, tive que pesquisar o básico da Cabala e achei interessantíssimo. No todo eu gostei da leitura, e achei o final fantástico. A questão é que senti que precisava de muito mais tempo para ter lido o livro com mais cuidado, e tinha horas que eu simplesmente não conseguia avançar na leitura por causa da linguagem utilizada (eu já esperava um pouco por causa dos trabalhos acadêmicos, mas nunca imaginei que seria tão complicado). Existe muita coisa para se falar sobre essa obra, e com certeza vou revisitá-la em algum momento no futuro.

"Como se pode passar uma vida procurando a Ocasião, sem se dar conta de que o momento decisivo, aquele que justifica o nascimento e a morte, já passou? Não retorna, mas foi, irreversivelmente, pleno, fulgurante, generoso como toda revelação." (p. 659).

Recomendo para pessoas que realmente estão a fim de encarar uma obra desafiadora. E se puder, leia alguma outra coisa de Umberto Eco antes de ler esse livro, porque pelo que pude observar de outras resenhas, essa história é bem mais “barra-pesada” que outras. Espero que gostem.



Abraços e até a próxima.

12 comentários:

  1. Queria começar te dando os parabéns! haha
    Sério, tenho (um pouco ou talvez muito) pavor de ler esse tipo de livro que você um parágrafo e já tem que voltar a ler a mesma coisa umas 5 vezes pra ver se entende kkkk cada vez que tenho que ler algum para o colégio, ás vezes tento não parar muitas vezes porque se eu for tentar entender cada palavra demora um mês para terminar um capítulo JESUS!
    Mas admiro você, acredito que ter lido e terminado o livro foi aquela sensação maravilhosa e mesmo com dificuldades, o conhecimento é muito maior.
    Beijos Andrea

    ResponderExcluir
  2. Gostei da sinopse. Parece muito com uma versão mais complexa de Dan Brown, darei uma chance no futuro.

    ResponderExcluir
  3. Flor você é guerreira, pois um desses eu nem me atrevo, acho que tem uma ideia no minimo genial, mas eu acho extremamente cansativo, me lembrou demais os livros do Dan Brow, onde a gente fica buscando completar as facetas que estão em branco e ficamos quebrando a cabeça com referências e coisas que nem sabemos da existência, além das teorias conspiratórias. Juro que quando pego um livro assim leio até o fim, mas estou numa fase mais leve (fico me achando burrinha burrinha com essas leituras aí) hihihi. Mas sua resenha está impecável! Parabéns

    ResponderExcluir
  4. Sou como você, adoro conhecer o desconhecido.
    Livros que nos fazem refletir e até mesmo nos questionar sobre nossas crenças.
    Não conheço a obra, mas me interessei e muito pela sua resenha..
    Um dos livros que me deu trabalho, foi o Crime e Castigo já leu?

    Beijos
    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Clayci <3
      Ainda não li, mas ele está na minha lista há anos já. Só estou esperando ter um dinheirinho para comprar uma versão decente :)

      Excluir
  5. Olá Andrea,
    Adoro encarar uma obra desafiadora, mas acho que essa daí não é pra mim não...Pelo que consegui perceber é um livro extremamente complexo, daqueles que temos que reler várias vezes para conseguir compreender tudo o que tem a transmitir. Já imagino a tremenda confusão que é o conteúdo abordado desse livro, fiquei cansada só de ler a resenha, é um livro para ser lido com muito cuidado e atenção. Agradeço a dica, mas por enquanto não pretendo ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Faz um tempinho que estou querendo ler alguma trabalho do Umberto Eco, no entanto ainda não encarei nenhum e pelo que você falou acho melhor eu esperar um pouco mais, pois ler essa obra parece ser um desafio maior do que eu estou preparada. Haha
    Mas eu ainda lerei futuramente. Essa obra parece ser bem legal, embora difícil.

    ResponderExcluir
  7. Já vi algumas coisas dele e tenho certa curiosidade pra ler algo do autor. Achei essa uma boa dica, a trama parece legal. E também gosto de quando um livro me faz acabar pesquisando alguma coisa que tem nele, história, religião, cultura, seja o que for. É quase uma aula. Só que com muito mais graça! xD
    Boa essa dica.

    ResponderExcluir
  8. Nossa.. te admiro por enfrentar a leitura, porque é do tipo de trama que não atrevo a ler, não me instiga de jeito nenhum. Parece ser muito produtivo, mas a leitura é maçante e demorada, prefiro livros fluidos e que me prendem do início ao fim.
    Mas sua resenha está realmente impecável e boa! ♥
    Bjos ♥

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Realmente esse livro me surpreendeu pois quando vi ele imaginei uma historia totalmente diferente, porém lendo a resenha vi que esse não é uma leitura que irei gostar, com certeza temos uma historia bem confusa e achei interessante as varias referencias que o livro faz mesmo sendo difícil acompanhar todas, mas não foi uma historia que me interessou !!

    ResponderExcluir
  10. Nossa me interessei muito por esse livro. Já tinha vontade de ler algo do autor, um grande nome da Comunicação, que é minha área. Nunca li ficção dele, somente textos mais acadêmicos. Gostei muito da história desse, entrou pra minha lista.

    ResponderExcluir
  11. Esse não é tipo de livro que me aventuro a ler , mas parece ser interessante e achei a capa bem legal .

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D