OPINIÃO || O Diário de Samantha de Ana Monteiro

2 de mai de 2016



O Diário de Samantha - Ana Monteiro

Páginas: 540
Ano: 2015
Editora: Novo Século
Encontre aqui: Skoob | Buscapé

*Livro lido em booktour





Olá madies, tudo bem? Hoje trouxe a resenha de um livro que me fez ter sentimentos contraditórios durante a leitura. Vamos lá.

Samantha Walker é uma adolescente apaixonada por rock e que junto com seus amigos Dudu, Fraldinha e Azeitona, montaram uma banda chamada Nightwalkers. A banda era uma das únicas coisas que a faziam feliz, principalmente depois da morte de sua avó, Dona Irene. Com o tempo, a banda começou a ficar mais séria, o que a fez decidir que era isso que queria para sua vida: cantar e viver da banda. Infelizmente isso não agradava seus pais, que achavam uma tremenda perda de tempo, já que música não dava futuro. O relacionamento entre eles iam cada vez pior, a ponto de mal conversarem em casa. Como a banda queria crescer, convidara Siri para completar os integrantes. A partir disso eles ensaiavam quase todos os dias, para tentar tocar em algum lugar e assim conseguir o futuro que almejavam.

Samantha achou que, se a banda conseguisse um pouco de reconhecimento, seus pais acabariam a apoiando e as coisas poderiam melhorar. Mas um infeliz acidente de avião acontece e seus pais acabam falecendo. Se sentindo culpada por todas as divergências que existiam entre eles, ela vai vagando pela cidade, sem rumo, pensando em dar um fim em sua vida, já que tinha perdido todas as pessoas que lhe importavam. 

"Pensar mesmo, eu ainda não havia conseguido. Eu sentia minha mente simplesmente vazia e não sabia como me livrar dessa situação". (p. 77)

Nessa andança, ela acaba sendo atraída a um casarão em ruínas, e sem pensar demais, entra nele. Lá ela encontra um homem bem misterioso, e mesmo ela sentindo que deve correr e ir embora, não consegue. Nicholas é o homem que está lá dentro e ele é um vampiro. Explica que acompanha Samantha desde a morte de sua avó e a acha fascinante, principalmente como ela tenta se reerguer através da sua música. Em todos esses anos que ele a observa, acaba se apaixonando, e ao ver que ela quer tirar a própria vida, lhe oferece uma outra alternativa: ser Abraçada por ele (é a forma como eles se transformam), e virar uma vampira. Ela aceita a proposta, até porque não tem mais nada a perder, e depois disso sua vida muda drasticamente.

"Porque você, apesar de tudo, estava disposta a dar a volta por cima, acreditando em você, na sua música, na sua esperança de que tudo podia um dia melhorar..." (p.93)

Esse livro conseguiu ser bem contraditório para mim, e vou tentar explicar em partes para não esquecer de nada.

O livro é narrado em dois tempos: o presente e o passado. No presente Samantha está escrevendo a sua história, pois pretende dar um fim a sua vida e precisa deixar tudo explicado para seu namorado Victor Hugo entender o que se passou e porque chegou a um fim tão extremo. O passado é a história do diário, onde conhecemos a Sam desde criança até como se tornar vampira modificou a sua vida e o andamento da banda.

Eu gostei bem mais das partes do diário. Sam é uma protagonista forte, que apesar de tudo de ruim que acontece em sua vida, dá um jeito de se apoiar na música e passar pelas dificuldades. Simpatizei com ela logo de cara. Ela tem um talento enorme com a música e sabe que isso é o seu futuro, mas chegar lá ainda não é fácil. Mesmo ela desistindo da vida e se tornando uma vampira, tudo que almeja é o crescimento da banda, e com a ajuda do Nicholas, ela vai conseguindo isso.

Nicholas é o meu amorzinho, sendo impossível não se encantar por ele. Sempre foi apaixonado pela Samantha, mas mantendo distância. Só se aproximou porque viu que ela queria acabar com si mesma, o que ele não poderia deixar. Abraçou-a porque não tinha outra alternativa e o amor que ele sente por ela é uma coisa linda de se ler. Com o passar dos dias ele vai ensinando-a as regras (pois existe muitas regras a seguir e um Príncipe vampiro a obedecer) e como sobreviver no mundo dos humanos sem ser descoberta. 


"O respeito é a melhor qualidade em uma amizade".

Os garotos da banda e a realiza vampírica também são membros que merecem destaque. Todos eles fazem de tudo para o bem da Sam e do Nicholas, e a força da amizade contida aqui é algo que merece destaque. A amizade é um sentimento muito forte, e sem ela não sei como a Sam teria conseguido sobreviver a todas as dificuldades.

Mas o que não me convenceu foi o romance da Samantha com Victor Hugo. Não consigo entender como ela se apaixonou por ele, achei-o extremamente chato e irritante. Sou completamente #TeamNicholas. 


O livro tem um ritmo bem legal, apesar de não ter muitos acontecimentos. Vamos vendo o andamento da vida da Sam e o quanto ela mudou e cresceu desde que se tornou vampira. As amizades que fez, o sucesso que conseguiu com a banda, seu relacionamento com os vampiros e Nicholas, tudo parece ser perfeito, mas quando a vida está perfeita demais, algo tende a dar errado.

Apesar da história ter um bom ritmo, eu não conseguia fluir na leitura, o que fez com que eu demorasse quase 20 dias para finalizá-la. Mas não posso deixar de citar que o final é intrigante e te deixa pega curioso para saber mais. Espero que a continuação saia logo, porque preciso saber o que eles vão fazer depois.

Não sei se consegui me expressar direito, mas no geral o livro é bom e recomendo a leitura. Acabei me decepcionando com a lentidão da minha leitura e com o relacionamento da Sam com o Victor Hugo, que achei desnecessário. Fiquei empolgada com os mistérios da Sociedade Vampírica e me encantei com a força da amizade do pessoal da banda. De quebra adorei as músicas citadas e se você curte o bom e velho rock, vai adorar as referências que a autora colocou aqui.

Espero que deem uma oportunidade a leitura, pois apesar de eu ter tido um ritmo lento, com vocês pode não ser assim. Adorei a oportunidade de conhecer a história e não vejo a hora de saber mais. 


Beijos e até a próxima


Me siga nas redes sociais

14 comentários:

  1. Gabriela, confesso que não sou fã de vampiros, e se antes eu já não tinha interesse em ler O Diário de Samantha, diminuiu assim que soube que a leitura não fluiu como deveria para você. De qualquer forma, se surgir uma oportunidade algum dia, irei ler. Que sabe mudo de ideia em relação aos vampiros e até goste, não é mesmo? ;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Gosto de livros de adolescentes que criam uma banda, Samantha parece ser uma menina bem esforçada para a banda ter um futuro e principalmente para mostrar a seus pais que conseguiu o que queria, mas infelizmente eles morreram...
    Achei legal a autora ter criado como forma de virar um vampiro o abraço, o que não é muito comum em histórias de vampiros, que, alias, amo, acho que gostaria ainda mais do livro por nos fazer torcer por um casal, espero conferir essa obra, sua resenha me empolgou bastante, mesmo sabendo os pontos negativos da história

    ResponderExcluir
  3. Olá Gabriela,

    eu gosto de obras que possuam vampiros, mas obras voltadas para o público adulto, já não curto muito. Todavia se aparecer uma oportunidade de ler essa obra, sem custos, eu tentaria ler. O ponto negativo é que a leitura não fluiu para você, isso me deixa com um pé atrás. Sua resenha ficou muito boa, gosto de saber os pontos positivos e negativos. Bjusss
    www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro, mas o mesmo não me chamou atenção e a sua resenha me desanimou mais ainda, me deixou com os 2 pés atras, infelizmente.
    Mas amei sua sinceridade, em ter falado os pontos negativos e positivos, continue assim ^^
    http://marifriend.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá! Ainda não conhecia o livro, mas me interessei por se tratar de música, banda, rock. Essas perdas e dramas familiares também são assuntos que me interessam. Pena que tem envolvimento de fantasia, pois não é uma história que consigo imaginar. Que pena também que o romance não te convenceu e a leitura não foi fluida. Espero que goste mais da continuação da história.
    Abraço!
    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Gabi, tudo bem?

    Gostei bastante da sinceridade da sua resenha, acho que já li outra sobre o livro, mas não me lembro bem. Eu adoro vampiros, então a chance de me agradar já é grande, mas algumas coisas me deixaram com o pé atrás. Quero saber como essa vida da Samantha muda, porque acho que uma vida não muda só pelo fato dela ter se tornado vampira, então espero que a autora tenha desenvolvido isso de uma forma interessante. Também não curto triângulos amorosos, e sei como as vezes, mesmo a gente gostando de um livro, a narrativa pode ser lenta.

    Mas gostei de saber que o livro mostra as relações de amizade entre o pessoal da banda, fiquei curiosa para conhecer o Nicholas e gosto de referências, mesmo que as vezes eu não conheça.

    Parece ser um livro que vale a pena dar uma conferida.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  7. Oii Gabriela, tudo bem?
    Realmente eu já conhecia a obra, porém a primeira resenha que leio dela e me encantei completamente, por mais que tenha essa dificuldade de passado e presente que algumas vezes nos confundimos. Mas, gostei muito mesmo da indicação dessa vez.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro, mas não me interessei muito por ele, acho que não é uma leitura que fluiria nesse momento pra mim, estou um pouco cansada de vampiros.
    Porém a história parece legal, gostei da dica e vou tentar ler futuramente.
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Gabriela, já leria o livro só por essa capa maravilhosa e por se tratar de vampiros.
    É uma pena quando o livro demora muito a fluir mesmo a história sendo boa.
    Confesso que fiquei bem curiosa.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  10. Eu adoro livros com vampiros, e no início da resenha não me cativei pela história, só no final que realmente fiquei interessada, rsrs. Pena saber que não tem muitos acontecimentos, mas mesmo assim vou dar uma chance!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  11. Hey, tudo bom?
    Confesso que no inicio o enredo não me chamou muito a atenção, pois o achei bem clichê, mas no desenrolar da resenha fiquei bastante intrigada. Quero saber mais sobre a Sociedade Vampírica e o Nicholas. Adorei essa capa.

    ResponderExcluir
  12. Mas gente que livro bem loucura hein!!! Acho que não me daria bem por se tratar de uma leitura com poucos acontecimentos, mas fiquei bem interessado pela premissa, quem sabe uma dia eu leia <3

    ResponderExcluir
  13. Gabriela
    Eu já conhecia o livro pois já foi resenhado no meu blog. É o tipo de leitura que faz mas meu gênero do que o seu, e sua resenha me deixou bastante curiosa para conhecer a autora, pois gosto de ler livros nacionais. Meu problema é conciliar tudo que quero ler com o tempo mínimo que tenho para isso. ultimamente estou lendo na hora do almoço, só para você ter uma ideia.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Top Comentarista de Maio, serão 3 ganhadores e você ainda pode ganhar um livro a sua escolha.

    ResponderExcluir
  14. Eu gostei! Quero ler!
    Gosto de rock, vou adorar ver as referências citadas no livro.
    E essa coisa de vampiro me chama bastante atenção.
    Pretendo me arriscar na leitura!

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D