OPINIÃO || Demolidor Noir de Alexander Irvine, Tomm Coker e Daniel Freedman

12 de abr de 2016




Demolidor Noir - Alexander Irvine, Tomm Coker e Daniel Freedman

Original: Daredevil Noir
Série: Marvel Noir
Páginas: 113
Ano: 2012
Editora: Panini
Encontre aqui: Skoob | Buscapé




Olá, pessoas. Hoje vou falar pela primeira vez de uma HQ por aqui. Eu gosto muito de ler quadrinhos, HQs, mangás e esse tipo de coisa, mas graças à minha escolha de graduação eu meio que tive de priorizar livros durante 4 anos. Como este tem sido um ano mais tranquilo, resolvi que queria voltar a ler mais esse tipo de literatura e peguei esse encadernado lindo com a Gabriela – também porque ando muito curiosa sobre mais histórias do Demolidor – e claro, vim trazer minhas impressões para vocês.

Em 2009, a Marvel resolveu lançar histórias de vários dos seus heróis com elementos de film noir e pulp, que são basicamente narrativas que envolvem o gênero policial. Por isso coloquei essa HQ como sendo parte de uma série, apesar dela ser independente das outras. Aqui temos um Matt Murdock nos anos 1930 e que é uma espécie de detetive, ao invés de ser um advogado e sua origem também é um pouco diferente das histórias clássicas. Seu parceiro continua sendo Foggy Nelson e temos também a presença de Wilson Fisk (conhecido também como Rei do Crime). Aparece na Cozinha do Inferno um novo gangster – Orville Halloran – que está em conflito com Fisk, porque ele quer comandar o crime na cidade e traz consigo Matador Implacável, que é alguém que anda assassinando várias pessoas na Cozinha do Inferno.




Eu preciso falar que, para mim, a coisa mais importante dessa história foi o estilo de traço do artista. A parte gráfica está impecável, e é um deleite. Várias vezes durante a leitura eu me perdia analisando os traços. Não sou especialista (aliás, estou longe de ser até amadora, não sei desenhar nem bonequinho de palito direito) mas essa parte é, de longe, o melhor desse encadernado. A edição é muito bem feita também, com capa dura, uma introdução do roteirista junto com uma entrevista com ele e com o artista. Achei bem legal porque gosto de ver a perspectiva das pessoas que criaram as coisas.




O roteiro, entretanto, achei mediano. As relações entre personagens, as críticas, tudo isso é bem feito, mas existe um breve lampejo de romance que é muito esquisito. Matt Murdock se apaixona pela moça com menos de dez minutos em que estão na mesma sala, e então faz uma série de escolhas bizarras por causa dela. Eu já sou uma pessoa que tem uma certa birra com romances, e quando isso acontece gratuitamente me irrita profundamente. Essa moça foi colocada ali apenas para mostrar que o Demolidor pode se enganar, e tudo bem, desde que isso fosse bem feito, o que nesse caso não foi.

Não posso contar mais muita coisa ou vou entregar a história toda. Acho que é uma HQ mais interessante para quem gosta e já tem algum contato com o universo do Demolidor, porque nos apresenta algumas diferenças de origem, de escolhas e de traços de personalidade. Mas não tem nada que impeça o entendimento de pessoas que não tem contato com as histórias de Matt Murdock. Enfim, espero que leiam e aproveitem.

Abraços e até a próxima.

18 comentários:

  1. Olá!
    Eu li muitos quadrinhos na infância, mas com o tempo fui me perdendo deles ao ponto de que hoje não consigo ler, não de uma forma tão espontânea. No entanto, meu namorado é apaixonado por HQ's e as que ele mais menciona para mim são as do Demolidor. Com a série no netflix, acabei me interessando mais pela história desse anti-herói e gostei muito do que foi retratado por você nesta resenha.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, eu não conhecia o HQ do demolidor, eu vi que tem uma série, não é mesmo? É sempre bom ler os quadrinhos antes das séries, assim eu acho eu gosto da inevitável comparação. Rsrsr! Eu li o HQ do TWD e gostei, embora eu fique naquela de comparar a série com a HQ e já me frustei algumas vezes. Adorei a sua resenha!
    Beijos
    Daniela
    Http://danielacorrea2011.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Não sabia que havia HQ's do Demolidor de cunho investigativo. Achei interessante e gostei muito de personagens como Foggy e Fisk terem sido mantidos. Não costumo ler quadrinhos, mas adoro a série.

    ResponderExcluir
  4. Não costumo ler HQ's, e por incrível que pareça não sinto vontaade...
    Adorei sua resenha.
    Beijos

    blog-myselfhere.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá, já faz tempo que não leio HQs, gostaria de retomar essas leituras, pois são rápidas e descontraídas.
    Gostei!

    Abraços
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  6. Oi Andréa, sua linda, tudo bem?
    Eu também não leio quadrinhos faz muito tempo. E com as produções no cinema, o gênero voltou com força total!!! Pelo o que contou, acho que não leria esse em específico, mas já tenho muitas dicas anotadas, até de livros baseados nos quadrinhos que quero conhecer. Mas gostei da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu também gosto muito de ler HQs, mas nunca resenhei uma, quer dizer minto, resenhei uma para o blog Literatura de Cabeça. HQ geralmente é minha melhor leitura depois de uma ressaca. Agora, não curto mais histórias com Heróis, não os clássicos heróis, já amor é viciado.

    ResponderExcluir
  8. Uma peninha que o roteiro não tenha correspondido, mas eu leria super! Fiquei bem interessada, vou ver se encontro pra comprar. Beijo!

    ResponderExcluir
  9. oi ^^
    sou como vc! eu não sou uma especialista em desenho, mas eu adoro observar esse tipo de coisa e edições assim me deixam mega animadas.
    ainda não conhecia essa e vou já dar uma procurada. Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  10. Eu não ando lendo Hqs, mas quero voltar em breve. Achei tão legal sua resenha: curta, mas com pontos de vista bem marcado. Eu ando apaixonada pelo Demolidor devido a série de TV. Fiquei bem interessada em tudo que você falou, mesmo com esse ponto negativo quando ao roteiro.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. eu tbm achei as imagens lindas... mas não me interessei muitto pela leitura simplesmente porque Demolidor não é um dos meus heróis preferidos...
    esse lance do romance me desagrada tbm...
    bjs...

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Tenho mais o costume de ler mangás, mas de vez em quando leio algumas HQs. Não entendo muito sobre Demolidor, com exceção do filme e série, então não sei se ficaria meio perdida na história. E com certeza o traço faz toda a diferença numa HQ.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Andréa, gosto de HQs.Acho a encadernação linda e o último que li foi do Soldado Invernal e sinceramente percebi muitas falhas no texto, realmente é bem diferente de um bom livro!Enfim, na minha casa todos lemos e acredito que vamos comprar o Demolidor também!Bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi Andréa
    Não tenho muito tempo para ler, por isso só me dedico a livros, mas acho os quadrinhos uma verdadeira obra de arte.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Sorteio da Trilogia O Inferno de Gabriel para 2 ganhadores

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem?
    Achei muito legal você fazer um post sobre os quadrinhos do Demolidor, o pessoal fica muito focado na série que esquece de onde a ideia surgiu.
    Eu particularmente sou mais fã da DC que dá Marvel ;)
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir
  16. Andréa!
    Tenho incluído os HQs nas minhas leituras desse ano e estou amando cada um.
    O Demolidor parece ainda mais interessante, ainda mais depois que lançaram o filme no Netflix e todos falam bem.
    “A sabedoria é a única riqueza que os tiranos não podem expropriar.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista especial de aniversário em abril: com 6 livros 5 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  17. Dez minutos, e eles se apaixonaram? Hm, acho que é algo que também me levaria à decepção. Mas que bela HQ! Noto que realmente é um deleite aos olhos. Eu não sou ligada a HQs, somente curto mangás. E sim, só do gênero shoujo (rs). Mas adoro conhecer os enredos oficiais dos heróis que conhecemos.

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá! Que show de resenha! Fiquei encantada com a sua sensibilidade. Eu gosto de romance, mas este que vc falou ali foi beeeeemmmm forçado, Uma pena. Mas adorei a resenha. Anotei a dica aqui. Para ler um dia!

    Abraços!

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D