OPINIÃO || O Pássaro do Bom Senhor de James McBride

25 de jan de 2016





O Pássaro do Bom Senhor - James McBride

Original: The Good Lord Bird
Páginas: 378
Ano: 2015
Editora: Bertrand Brasil
Encontre aqui: Skoob | Buscapé 

*Livro cedido em parceria com a editora





Olá, pessoas. Vim aqui falar desse livro para vocês que, quando o peguei para ler, não sabia o que esperar. Gabriela me ofereceu o livro, li a sinopse, achei interessante por tratar da escravidão nos Estados Unidos (acho que deveríamos saber que a história americana com a escravidão é uma questão complicadíssima até os dias de hoje, vale uma pesquisa rápida no google), e resolvi dar uma chance. A história se passa em meados do século XIX, contando o que aconteceu com Henry Shackelford, mais conhecido como “Cebola” quando ele conhece o John Brown – esse sendo referido na maior parte da história como “O Velho” – , um abolicionista branco que “liberta” o protagonista. A partir de então, Henry se passa por menina e a integrar o bando de John Brown.


"Ninguém perguntava para os negros o que eles achavam de tudo aquilo, a propósito, e nem para os índios, agora que penso nisso, já que a opinião de nenhum deles importava, por mais que a maior parte da discussão dissesse respeito a eles, pois no fim tudo girava em torno de terras e dinheiro, coisas com as quais aqueles que debatiam jamais pareciam estar satisfeitos."

Nunca tinha lido absolutamente nada do escritor, James McBride, e me surpreendi positivamente. Mesmo tratando de um período tão violento e complicado, McBride nos conta a história de uma maneira mais leve e bem engraçada. E, claro, traz à tona várias reflexões acerca do racismo tão presente na sociedade como um todo. “Cebola” é uma excelente personagem, que vai crescendo pouco a pouco diante de nossos olhos. A imprecisão de sua idade (ele nunca sabe exatamente quantos tem, não se mantinha um registro disso na época, principalmente com pobres e negros) faz com a gente volte os olhos para suas atitudes, que são bem condizentes com adolescentes de maneira geral. John Brown e alguns de seus filhos são bem interessantes também e, em especial “O Velho”, bem cativantes. Os outros aparecem bem pouco e são trabalhados com mais superficialidade.


Gostei bastante da abordagem histórica e geográfica, pois na maior parte do tempo, eles ficam viajando e circulando de um canto a outro. E apesar de ser um livro relativamente leve, provoca reflexões e (falando exclusivamente de mim aqui) derrubou alguns conceitos que eu tinha e algumas coisas que eu fazia que nem percebia. Fora a curiosidade de ler mais coisas que o James McBride escreveu. Então fica a recomendação de um livro bem interessante e gostosinho de ler.

Abraços e até a próxima.


20 comentários:

  1. Oi Andréa,
    Nunca tinha ouvido sobre a obra ou o autor, mas só por ter fator histórico é o suficiente para me chamar a atenção, principalmente por retratar um tema que deixou grandes marcas no século XIX e até hj faz suas vítimas. Adorei a resenha e pretendo ler o livro ais à frente.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  2. Oi, gostei do teor do livro, achei interessantr abordar história americana de uma formais hum.. mais inteligente digamos.
    É um livro que com certeza eu iria ler sem problemas.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  3. Olá, Andréa! Não conhecia a obra nem o autor, e fiquei bem interessada! Vou buscar saber mais sobre ambos. Parabéns pela resenha!!

    Bjss
    Roberta - www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Confesso que esse livro não me chamou a atenção e vou deixar a leitura dele para outro momento. Eu não sei dizer o que me atraiu, apenas não estou no momento para essa leitura :(
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Adorei a capa, me chamou a atenção, adoro obras que envolvem fatos históricos ou mesmo que sejam recriados, me interessei! Um tema que marcou o século XIX. www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Não o conhecia, mas me chamou a atenção justamente por abordar a escravidão americana, que, pra mim, não existia. Vou anotar pra ler e, claro, pesquisar sobre esse momento da história dos EUA.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi! Não conhecia ainda, mas parece que a obra ficou bem interessante! Você chegou a olhar pra ver se a história bate com os fatos da época?

    http://livroseoutrascoisas.com.br/2016/01/resenha-eleanor-park-rainbow-rowell/

    ResponderExcluir
  8. Oii Andrea...
    Nao conhecia esse livro, mas achei a sua resenha muito interessante... porém infelizemnte ele não me chamou muita atenção e sinceramente acho que ele não faz muito meu tipo literário.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  9. Olá minha linda,
    Não conhecia a obra e fiquei bem instigada em ler esse livro porque trata de um tema bem atual.
    OS EUA sempre foi fonte incansável de racismo e infelizmente ainda perpetua uma cultura que estimula práticas dignas de guerras civis na África.

    Beijos!
    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Ainda não tinha ouvido falar do livro e também li nada do autor. Este é um livro com um assunto um pouco polêmico, pois a escravidão não existe mais, mas o preconceito continua de qualquer maneira. Gosto que trazem essa reflexão e claro, que nos mostra um pouco do passado, pois eles interferem e MUITO no nosso presente. Com certeza deve ser uma leitura agoniante diante de tudo que eles passavam!

    ResponderExcluir
  11. OIi!

    Eu não conhecia o autor, mas a sua resenha falou tão bem dele que não há como não se encantar. Acho quelivros que nos fazem refletir assim são ótimos. Gostei!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Andréa, é um livro diferente do que eu costumo ler e não sou muito de gostar dessas abordagens históricas e geográficas, então talvez não curtisse muito.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Realmente é escravidão um tema bem delicado e que bom que o autor o abordou bem e que o livro te surpreendeu positivamente!
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Adorei a resenha e fiquei super curiosa com o livro. Eu sou historiadora e me interesso muito por livros que tratem de fatos históricos, especialmente sobre a escravidão. Quero ler com certeza.
    Bjs!
    Quem Lê, Sabe Porquê

    ResponderExcluir
  15. Uau. Que tema maravilhoso. Eu sou apaixonada pelos abolicionistas americanos e pela guerra que isso gerou, de irmãos contra irmãos pra defender os que nunca foram vistos como irmãos certamente é uma obra ótima e levaria muitos a entenderem a conjuntura social atual no país. Parabéns pela leitura e pela resenha.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Andréa!

    Acho esse tipo de livro muito legal! É aquele tipo de livro que parece que não quer nada, mas que causa muita coisa! É ótimo para quebrar preconceitos, pois as pessoas pegam o livro sem saber certo o que esperar, se deparam com uma história leve, mas que, inconscientemente muda certos paradigmas do leitor durante a leitura! Muito bom!

    Abraços,
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Não conhecia o livro e nem o autor. Não sou muito de ler esses livros, mas sempre que leio uma resenha bem escrita, fico curiosa em ler e saber mais do desenvolvimento. Um assunto que pesa bastante, porém faz nos lembrar de como esse povo viveu e venceu. Talvez eu de uma chance. Será um aprendizado ótimo! Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bom?
    Me interessei pelo livro, tanto pelo conhecimento, tanto pela carga histórica. Me interesso muito pelo tema da escravidão em SP e trata-se de um livro que com certeza eu gostaria de conhecer. Vou anotar a dica.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi, Tudo bem?

    Não conhecia o livro porém gostei da sua resenha, pois gosto bastante livros que nos fazem repensar sobre nossos conceitos, porém não gosto muito sobre o tema da escravidão, pois fujo bastante da história do Brasil Obs:Traumas criados pelos resumos enormes de Historia

    Visite ==> Eu e meu vício chamado leitura

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia o livro mas achei ele super interessante. Acredito que temas como esse são importantes de se conhecer, pelo menos um pouco da história então anotei a dica :)
    Beijinhos,
    Lica
    amoreselivros.com.br

    ResponderExcluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D