OPINIÃO | Lua de Larvas de Sally Gardner

21 de mai de 2015



Título: Lua de Larvas
Autora: Sally Gardner
Páginas: 291
Ano: 2014
Editora: wmfmartinsfontes



Hector e Standish são amigos. Moram juntos na Zona Sete, onde a Terra Mãe mantém toda a população sob controle. Quando os dois descobrem uma conspiração do governo para vencer a corrida espacial, passam a viver sob a sombra de constante ameaça. E não demora muito para Standish perceber que é hora de reagir.

Olá pessoal, tudo bom com vocês? Aqui é o Léo novamente, e dessa vez com a resenha do livro Lua de Larvas. Hoje o que não falta no mundo literário são as distopias, mas várias delas deixam muito a desejar em uma série de quesitos, não é o caso de Lua de Larvas. 

O livro narra a história do Standish, ele é uma criança de 10 anos (ou 11, não me lembro), e mora na Zona Sete, que seria um lugar onde os mais pobres da população vivem. Nessa história existe um governo muito opressor que se chama Terra Mãe. Certo dia o amigo de Standish, Hector, é levado pelo governo e não fica claro o motivo, e a corrida espacial, que seria uma disputa para quem conseguisse chegar primeiro a lua, pode estar ligada ao desaparecimento de Hector.

Não vou me estender muito contando sobre a história, pois se eu contar mais alguma coisa a história perde a graça.

                                     

Lua de Larvas é sem dúvida um dos melhores livros que já li, com um enredo cativante, a autora vai te prender do começo ao fim. O que é interessante porque até a metade do livro eu não estava conseguindo entender nada, mas mesmo assim a vontade de continuar o livro e descobrir o que acontece, é a maior do que a vontade de abandonar a história. O que me leva a fazer uma observação, a autora, assim como o personagem principal, possui dislexia, então deixar o leitor perdido na história faz com que você sinta uma empatia ainda maior pelo personagem, já que no momento em que ele começa a descobrir algumas coisas na história, é também o momento em que o leitor consegue compreender melhor o que está acontecendo.

Uma coisa muito legal da edição do livro é que em várias páginas existem alguns desenhos, e cada figura em conjunto vai formando uma história, e o mais interessante, é quando você percebe que as figuras estão representando o que está acontecendo com os personagens. 

A história tem como protagonista uma criança, mas essa não é uma história nem um pouco infantil, por muitas vezes eu me senti incomodado lendo o livro, e acho que é mais uma das intenções da autora, nos fazer refletir sobre muitas coisas erradas que existem hoje na nossa sociedade. 

Uma das coisas que eu mais amo nesse livro é que ao contrário de muitas distopias, a intenção aqui não é trazer um protagonista forte, independente, mas sim mostrar os danos que um governo professor pode causar em uma sociedade e no psicológico de cada pessoa, e é dada muita ênfase a isso nesse livro.

O final é surpreendente, é digno para a história, devo confessar que eu até esperava por isso, mas não a forma como aconteceu. Com um ótimo desenvolvimento e um enrendo que vai te prender até a última página, fica aqui a minha recomendação de Lua de Larvas para vocês.

Espero que vocês tenham gostado e até próxima :-D

16 comentários:

  1. Léo parabéns pela resenha, muito bem escrita. Consegui entender suas impressões de forma clara, objetiva e bem argumentada. Não conhecia o livro e admito que numa primeira impressão através da capa não pensaria se tratar de uma distopia. Gostei dos pontos que vc destacou, principalmente a questão do protagonista não ser um heroi mas um menino com dislexia. Enfim gostei de saber um pouco mais sobre o enredo do livro.

    P.s. Gabriela gostei muito do seu blog. Estou seguindo =)
    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Aline, fico muito feliz que tenha gostado, espero que você um dia você possa ler, e se ler me conta!

      Abraços :-D

      Excluir
  2. Oláá
    Parabéns pela resenha, está ótima e eu nunca tinha ouvido falar do livro mas parece ser bem legal para quem curte o gênero, eu mesma teria um monte de amigos para emprestar e recomendar haha essa capa está lindinha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieeee, muito obrigadooooo!
      Esse livro tem que ser compartilhado com todo mundooo, a capa é maravilhosa!

      Beijos!

      Excluir
  3. Oieee!! Confesso que a trama não me chamou tanta atenção, apesar de curtir muito distopias, esta em especial não me chamou atenção.
    Gosto de distopias com cenários caóticos de pós guerra e pelo visto não sei se encontrarei nesta leitura!!
    Bjos!!
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee! Posso te garantir que essa distopia vocês encontra esse cenário pós guerra que você procuraaa...
      Beijoss :-D

      Excluir
  4. Oi! Eu curto muito distopias e esta eu não conhecia, gostei de saber que segue uma linha diferente das demais, afinal é sempre bom encontrar histórias inovadoras. Dica anotada.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieeee! Também adoro conhecer novas histórias, e essa é uma distopia muito boa!
      Beijossss :-D

      Excluir
  5. Oi, tudo bem?
    Alguns amigos já leram o livro e adoraram, eu ainda não tive a oportunidade de lê-lo. Gostei disso de não mostrar personagem forte, mas o que o governo é capaz de fazer. Quem sabe eu leia futuramente. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieeee! Essa forma de explorar o personagem principal é sensacional, se tiver a oportunidade não deixe de ler!
      Beijos :-D

      Excluir
  6. Oie, tudo bom?
    Conhecia o livro pelo título, mas não sabia que era uma distopia. É interessante o fato da autora e do personagem serem disléxicos e isso influenciar no texto. É uma leitura bem instigante e espero ler um dia.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieeee! Tudo mundo é enganado pelo título desse livro hahahaha, o fato da autora ter dislexia é uma das coisas que mais me impressiona nesse livro! LEIA é muito bom!
      Beijos :-D

      Excluir
  7. oi, tudo bem?
    não conhecia o livro, mas achei legal essa nova abordagem da distopia. Um governo repressivo realmente afeta muito o psicológico da população, e acho legal mostrar esse lado, e tendo uma criança como protagonista, deve ser bem forte
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee! É por todos esses fatos que eu amo esse livro!
      Beijos :-D

      Excluir
  8. Oi, Gabriela!
    O que mais me chamou a atenção foi a questão de não mostrar um protagonista durão, mas o que um governo opressor pode trazer de danos. Isso é com certeza um diferencial. E dá margem a questionamentos interessantes. As distopias geralmente trazem o sentimento de mudança social, por isso os protagonistas do jeito. Mas essa fraqueza pode dar mais humanidade e identificação com o leitor... Interessante.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieeee! Exatamente, esse livro faz você se sentir mais próximo dos personagens, e aqui a autora quer mostrar realmente o o lado da população!
      Beijos :-D

      Excluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D