OPINIÃO || 10 COISAS QUE NÓS FIZEMOS (E PROVAVELMENTE NÃO DEVERÍAMOS) - SARAH MLYNOWSKI

13 de fev de 2015

10 Coisas Que Nós Fizemos (e provavelmente não deveríamos) - Sarah Mlynowski

Original: Ten Things We Did (And Probably Shouldn't Have)
Páginas: 336
Ano: 2013
Editora: Record
Encontre Aqui: Skoob, Amazon, Saraiva, Submarino.






Olá, pessoas! Primeira postagem minha aqui hoje, e para começar com o pé direito, escolhi esse livro super engraçado. Espero que gostem.

Não posso falar muito do livro sem soltar spoiler (eu não ligo, mas sei que muita gente se incomoda), então tive que me conter muito para escrever sobre ele. Eu adorei. Estava procurando por leituras mais leves para ler nessas férias e essa história foi lida no momento certo. A leitura foi realizada durante a maratona 24 horas que fiz com a Gabriela, e devorei cada página, o que é bem estranho, já que não é meu tipo de leitura preferido.

April é uma personagem bem divertida, e até que estava gostando bastante dela e de suas burradas até uma crise que ela deu mais para o final. Continuei gostando dela, mas já não a vejo com tão bons olhos assim (sim, eu pego implicância muito fácil com os personagens). Vi, que é a amiga com quem April vai morar, é uma boa personagem também. Ela tem sérios problemas com ginástica, não assume algumas coisinhas que são meio óbvias, mas eu gostei bastante do contraponto que ela faz com a personalidade da April. As outras personagens que mais aparecem na história são: Marissa (amiga das duas, mais centrada e estudiosa), Lucy (uma stalker meio louca que a gente acaba gostando no final das contas), Noah (namorado de April), Hudson (é a terceira ponta do triângulo amoroso e que me tem no seu fã-clube) e Dean (irmão de Hudson, engraçadinho que se envolve com uma das meninas).

A história em si não é tão diferente da maioria dos YAs que existem por aí, mas a escrita da Sarah Mlynowski é uma delícia de ler e o livro como um todo é divertidíssimo. A leitura flui muito bem, e apesar das experiências meio loucas pelas quais a April passa, é impossível não se identificar com pelo menos uma delas. Todo mundo que já foi, ou ainda é adolescente vai se sentir um pouquinho representado ali. Enquanto lia, senti uma saudadezinha dessa época da minha vida (até voltei a ouvir Blink-182, Green Day e The Offspring por toda a semana depois que terminei a leitura).

Eu indico para quem gosta do gênero ou para quem quer ler algo mais leve e engraçado. Não é nada brilhante, nem genial, mas além de dar aquela nostalgia gostosa da adolescência (se você já tiver passado por ela como eu), é uma leitura muito fluida e prazerosa.

Enfim, pessoal, comentem aí o que acharam do livro, se já leram ou se pretendem ler. E espero que tenham gostado do post. 

Abraços e até a próxima.

Redes Sociais:
Instagram | 
Twitter | Skoob | Filmow

2 comentários:

  1. Adoro um bom YA e esse parece ser bem legal! A sinopse apesar de curta me interessou bastante! Achei a capa bem feinha, rsrsr.
    Adorei a resenha.
    Seguindo aqui.
    Beijos
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adorei, e geralmente não sou muito chegada nesse tipo de leitura. Fiz a sinopse tentando não dar spoiler, então não tinha como ela ser maior, desculpe por isso. Realmente, a capa não é lá grande coisa, mas a escrita da autora vale super a pena. Obrigada :D
      Abraços.

      Excluir

Espero que tenha curtido a postagem! Volte mais vezes :D