OPINIÃO || A PEQUENA LIVRARIA DOS CORAÇÕES SOLITÁRIOS - ANNIE DARLING || @Verus_Editora

17 de set de 2017

A Pequena Livraria dos Corações Solitários - Annie Darling

Original: The Little Bookshop of Lonely Hearts
Série: A Livraria dos Corações Solitários #01
Páginas: 308
Ano: 2017
Editora: Verus
Encontre aqui: Skoob, Amazon, Saraiva, Submarino. *Comprando por esses links, você ajuda o blog a crescer.

"Posy ia para onde o vento a levasse, feliz em fazer suas próprias coisas e flutuar com a maré.”


Resenha feita por Andressa Freitas

Romance está longe de ser o meu gênero literário predileto. Mas resolvi comigo mesma não ter preconceitos literários. Primeiro porque preconceito nunca é legal. Segundo porque ler de tudo me permite sair da minha zona de conforto e encontrar um monte de histórias legais que, se estivesse presa à meus gêneros preferidos nunca descobriria.

Como esse livro por exemplo.


A Pequena Livraria dos Corações Solitários é um chick lit, (embora a personagem principal, tenha sérios problemas com esse termo) e, como todo bom chick lit, tem uma “heroína” extremamente humana tentando se ajustar à própria vida.


“Ocorreu a Posy, enquanto tentava não encarar Verity, que ela não havia nascido pra ser líder. Também não era uma seguidora, nem mesmo uma obstinada. Os obstinados pelo menos acabavam chegando um dia ao seu destino. Mas não, Posy ia para onde o vento a levasse, feliz em fazer suas próprias coisas e flutuar com a maré.”

A vida de Posy Morland não tem sido exatamente um mar de rosas. Desde que os pais morreram sete anos atrás, Posy está estagnada. Primeiro porque ela teve que abrir mão dos próprios sonhos para se tornar responsável pelo irmão mais novo. Depois porque o luto nunca superado a deixou presa na própria rotina.

Agora sua amiga/mentora/chefe, Lavívia veio a falecer, deixando para Posy a pequena livraria onde cresceu e hoje trabalha como herança. Ela agora tem a responsabilidade de reerguer a livraria, tirá-la da falência e torná-la um sucesso novamente. Em menos de dois anos. E enquanto Sebastian a atormenta! Eu explico: Lavínia deixou o restante das propriedades da charmosa (embora semi-abandonada) Vila para Sebastian, seu único neto. E agora ele acha que pode dar pitacos sobre a administração da livraria e sobre a vida de Posy.

Não preciso nem dizer que vai rolar um clima aí, né?


Por falar em Sebastian: que pessoinha chata! Sério, não consegui gostar dele o suficiente nem no final, quando é possível ver mais nuances do personagem. Mal educado, intrometido, metido à sabe tudo e grosso. Eu entendo que autora construiu um personagem “à moda antiga”, como alguns protagonistas de romances históricos (podre de rico e acostumado a ter tudo o que quer) mas não funcionou pra mim. No lugar de Posy, eu teria dito poucas e boas pra Sebastian e mandando ele cuidar da própria vida o quanto antes. O que, sejamos justos, ela faz algumas vezes. Sem muita veemência ou convicção, mas faz. Sei que esse tipo de personagem tem um certo charme para algumas pessoas, mas não funciona pra mim. Pior que Sebastian, só o amigo que ele trás pra avaliar a Vila para uma possível compra. Sujeitinho insuportável.

Do restante dos personagens eu gostei bem mais! Lavínia, por exemplo, é de longe a minha personagem predileta. Claramente uma mulher de opinião forte, decidida. E se não fosse por ela, nem teria história. Não fosse ela ter jogado a livraria no colo de Posy, nossa heroína provavelmente ainda estaria estagnada e presa ao luto.

Os outros funcionários da livraria também são bem legais. A seríssima Verity, Nina e sua queda por cafajestes e o misterioso Tom formam um grupo no mínimo peculiar, que não tem absolutamente nada em comum além do amor pelos livros. Ou como diz a descrição na sinopse do livro, um alegre bando de desajustados.


Esse livro é o primeiro da série A Livraria dos Corações Solitários. A ideia da autora é contar a história de cada um dos funcionários da livraria. O segundo livro (que conta a história de Verity) já foi publicado, mas ainda não tem previsão de ser traduzido pro português e publicado em terras tupiniquins. Espero que não demore muito, fiquei curiosa pra saber um pouco mais sobre esses personagens.

A Pequena Livraria dos Corações Solitários é um bom livro. Um pouco previsível, mas isso não estragou a leitura pra mim. Não vou explicar exatamente o que é pra não dar spoilers, mas tem uma brincadeira com romances históricos que permeia o livro que é bastante divertida. Ah, e eu amei a referência a Jane Eyre na frase final do livro.!

Recomendo a leitura ;)


Livro recebido em parceria com a editora.

Beijos e até a próxima

Me siga nas redes sociais
Facebook ∴ Instagram ∴ Twitter ∴ Skoob ∴ TV Time ∴ Filmow ∴ Spotify ∴ We Heart It ∴ Pinterest

RESUMO DO MÊS || AGOSTO - 2017

15 de set de 2017


Oi madies, como vocês estão? Dei uma sumidinha por conta da bienal, mas já estou de volta e cheia de conteúdo bacana para compartilhar com vocês! (sairá um post sobre a bienal em breve, fiquem ligados)

Mas hoje vim conversar com vocês sobre tudo o que rolou no mês de agosto. Ele não foi tão bom quanto eu esperava, mas me trouxe boas surpresas.

Leituras

Passei basicamente o mês de agosto sem ler nada e já estava ficando um pouquinho desesperada. Até que decidi reler os dois primeiros livros da trilogia Olho Por Olho. Pronto, minha ressaca sumiu e devorei as histórias. 

Assistidos

Voltei mais ou menos com o ritmo das séries, mas tenho muito chão pela frente ainda.
Kubo e as cordas mágicas - Estava de bobeira em casa, até que uma barata aparece no meu quarto. Tenho um medo horroroso e não consegui dormir até que meu gato matasse a bichinha. Como ele é muuuito lerdo, decidi assistir um filme que eu já havia baixado no notebook. Comecei a assistir sem pretensões, e no final, eu estava em lágrimas, amando demais o pequeno Kubo e a sua história. Pretendo muito trazer uma review só dele para vocês. (5 estrelas)
Jessica Jones (1x5 - 1x13): Dei continuidade e finalizei Jessica Jones. Eu amei demais essa série e não vejo a hora de ter mais dessa personagem tão foda. Ainda estou na dúvida se faço ou não review dessa temporada, o que acham?
Demolidor (1x1 - 1x2): Como quero assistir Defensores, o próximo da lista foi Demolidor. Só assisti os dois primeiros episódios e já estou curtindo bastante!

Postagens no blog

➸ Resenha
O Sorriso da Hiena | link
Amizade também é amor | link

➸ Outros
Resumo do mês: Junho & Julho | link
Crônica: Estou apaixonada por um amigo | link


Como eu disse lá no início, agosto não foi um mês muito bom, mas mesmo assim fiquei feliz com os resultados obtidos. Estou me cobrando bem menos, e percebo que isso está me fazendo ter ideias mais bacanas de conteúdos para o blog e as redes sociais. Espero que setembro seja ainda melhor para mim e para vocês.

Beijos e até a próxima

Me siga nas redes sociais
Facebook ∴ Instagram ∴ Twitter ∴ Skoob ∴ TV Time ∴ Filmow ∴ Spotify ∴ We Heart It ∴ Pinterest

OPINIÃO || OLHO POR OLHO - JENNY HAN E SIOBHAN VIVIAN || @Novo_Conceito

5 de set de 2017

Olho Por Olho - Jenny Han e Siobhan Vivian

Original: Burn for Burn
Série: Olho Por Olho #01
Páginas: 320
Ano: 2013
Editora: Novo Conceito
Encontre aqui: Skoob, Amazon, Saraiva.

"O que fizermos juntas viverá e morrerá conosco".





Oi madies, tudo bem? Pela primeira vez, eu trago a resenha de uma releitura, e eu não lembrava o quão bom é voltar a uma história em que a gente goste tanto.

Mary, Kat e Lili são três meninas que estudam na Escola Secundária de Ilha Jar. As três não são amigas e não possuem nada em comum, a não ser o desejo de se vingarem de alguém que lhe fizeram mal. A partir desse desejo que cresce dentro delas, as três se juntam para dar o destino merecido àqueles que as machucaram. Mas até que ponto elas estão dispostas a ir para conseguir o que querem? E principalmente, se realmente seguirem em frente, como lidarão com as consequências?

"E, se vamos mesmo fazer isso, ninguém pode desistir na metade do caminho. Se for para entrar, é para ir até o fim. Até nós três conseguirmos o que queremos. Senão, bem... você pode se considerar a caça." (p. 122)

Li esse livro a bastante tempo, quando estava começando a assistir Pretty Little Liars. A pegada do enredo é bem parecida, mas as semelhanças param por aí. Olho Por Olho pode parecer ter uma história clichê e boba, mas não é nada disso que você encontra no decorrer da leitura.

Nossas protagonistas são bem diferentes entre si, o que dá um contraste legal no andamento da leitura. O livro é narrado pelo ponto de vista das três personagens e esse, com certeza, foi o que fez com que a história fluísse tão facilmente. 


Uma das protagonistas é Lili, que faz parte do grupo de populares da escola. É líder de torcida e passa a maior parte do seu tempo com sua melhor amiga Rennie. O foco delas está nesse último ano escolar e nas festas que ocorrerão durante esse período. Apesar de parecer patricinha e metida a besta, Lili é uma pessoa doce que ama a irmã e faz de tudo para protegê-la. Por ser boazinha demais, acaba sendo "usada" pelas pessoas à sua volta, e isso inclui e sua melhor "amiga". Gosto muito da personagem pois ela é a que mais contrasta com as outras. O jeito que vê as coisas e o modo como tenta fazer o certo apesar de tudo, é um dos lados mais marcantes dela. O modo como ela muda depois que começa a fazer parte desse círculo da vingança, faz com que a Lili seja uma das personagens mais fortes pois ela é a que mais sente o baque de tudo que está acontecendo.

Kat tem um estilo próprio, língua afiada e não liga para que os outros pensam. Gosta das coisas mais "obscuras" e, obviamente, passa longe do grupo de populares da escola apesar de ter um passado com eles. É uma pessoa que não leva desaforo para casa e isso é o que a motiva a se vingar de uma ex-amiga que até hoje tenta fazê-la sofrer. Gosto de Kat por conta de sua personalidade e por não desistir fácil das coisas. Ela sabe no que está se metendo, e por mais que as coisas possam estar caminhando do jeito errado, ela tenta manter a cabeça erguida e seguir em frente. A sua determinação é o que move esse trio a cumprir com o que propuseram.

Mary é a única que entrou de paraquedas nessa história. Passou muitos anos longe da Ilha Jar por conta de um acontecimento traumático, e ela decide voltar para encarar os seus medos e se ver livre daquele que a fez sofrer. Lógico que as coisas não dão certo, e graças a isso, ela conhece Lili e Kat e adentra nesse círculo, para enfim, se vingar daquele que lhe fez tanto mal. Mary é um mistério pois você não sabe muito sobre ela e nem sobre as coisas que lhe aconteceram. Algumas coisas estranhas acontecem quando ela está por perto, e você não sabe se é coincidência ou culpa dela. Mary é uma pessoa assustada, que tem muitas marcas de sofrimento e que encontra nas meninas uma válvula de escape.


Você começa a história despretensiosamente, pois são apenas três adolescentes com seus dilemas escolares tentando fazer uma vingancinha para aqueles que a magoaram. Mas essa vingança aos poucos vai saindo do controle e quando o livro acaba, você fica de cara com tudo que aconteceu e quer desesperadamente saber de mais. Quando eu li pela primeira vez, não tinha comprado o segundo volume ainda. Assim que finalizei a história, eu simplesmente me arrumei, fui ao shopping e adquiri o segundo volume. Foi a primeira vez que isso aconteceu comigo, de eu estar tão imersa numa história a ponto de precisar urgente da sua continuação.

Eu estava com um ressaca literárias daquelas, e depois de fazer essa releitura, estou frenética para continuar essa trilogia e finalmente, saber como tudo termina. 

"Nós três somos um círculo. Estamos ligadas uma às outras agora. Posso sentir. Sinto poder também. Toda a conversa, o trabalho duro, as brincadeiras que fazemos, isso tudo nos trouxe aqui e agora." (p. 271)

Olho Por Olho é uma história adolescente, mas vai além disso. Ela aborda sobre o bullying e suas consequência, sobre o futuro quando estamos no último ano escolar, sobre os tipos de amizades e amores, relação com o dinheiro... enfim, essa história é sobre a vida. Ela é tão palpável que você sabe que em algum canto do mundo isso está acontecendo (ou poderia estar acontecendo). Ela te traz ensinamentos e reflexões sobre o que desejamos para o próximo e as consequências disso. É uma história que vai te prender e te fazer pensar bastante.

Recomendo demais essa história! Dê uma chance mesmo se não for o seu estilo de leitura, com certeza vai ter algo aqui que irá te agradar. Os personagens são bem caracterizados e você torce ou odeia eles a todo momento. Você entende esse desejo de vingança das meninas e espera mesmo que tudo dê certo, pois estão com as melhores intenções. E você vai ficar chocada com as revelações que vão surgindo e as consequências de seus atos. Sério, leiam e depois me contem o que acharam.

Beijos e até a próxima

Me siga nas redes sociais
Facebook ∴ Instagram ∴ Twitter ∴ Skoob ∴ TV Time ∴ Filmow ∴ Spotify ∴ We Heart It ∴ Pinterest

MAD TALK || SOBRE TIRAR UM MOMENTO PARA MIM

3 de set de 2017

Photo by Tommy Tong on Unsplash

Aquele momento que você percebe que tudo o que precisava é de um fim de semana só para si.

A vida é uma correria, disso ninguém pode negar. São tantos afazeres, tantas obrigações, que nossa mente acaba ficando sobrecarregada e o corpo cansado. Quanto mais o tempo passa, menos disposição você tem para fazer aquilo que realmente gosta.

Estive assim por muito tempo, desde o início do ano para falar a verdade. Sempre atarefada demais, desestimulada das coisas (até daquelas que me davam prazer), e eu simplesmente empurrava com a barriga. O que eu podia fazer para mudar isso? Demorei demais para "encontrar" uma resposta, mas acho que agora ela chegou.

Tenho passado pouquíssimo tempo em casa. E principalmente, pouco tempo a toa. Estou sempre fazendo algo do serviço, ou sempre saindo para beber com o intuito de aliviar a tensão... Mas chega uma hora que essas coisas cansam. Você só quer ficar em casa e relaxar, não fazer nada sabe? E foi isso que eu decidi fazer.

Fim de semana passado eu não saí de casa. Decidi que ia tentar organizar minhas coisas e voltar com o ânimo para os livros e as séries. Levei meu gato para tomar vacina, com a ajuda da minha fiz uma arrumação na estante (e doei mais de 50 livros) e fiquei atoa. Nunca me senti tão bem em simplesmente cuidar das minhas coisas, daquilo que sempre me fez feliz. Nunca imaginei que ia me sentir tão leve em doar livros. Nunca me senti tão tranquila e com a mente no lugar.

Dar um tempo só para mim me fez perceber o quanto eu estava me cobrando desnecessariamente, e o quanto isso estava me prejudicando. 

Graças ao fim de semana passado em que fiquei de molho, eu voltei com o ânimo para séries. Assisti 10 episódios direto de Jessica Jones e a finalizei. Fiquei tão empolgada que quis começar outra série nova. Percebi que estava ausente demais com o blog e fui conversar com vocês nos stories do insta (segue a gente por lá). E me senti bem em aparecer por lá e simplesmente falar dos meu dramas. Decidi fazer um sprint e me "forçar" a ler um pouco e isso fez uma diferença danada na minha semana. Simplesmente, decidi agir.

Pode parecer bobeira. "Ah, isso é tão fácil de se fazer...". Desculpa, mas não é. Às vezes você está tão preso nas suas obrigações, que acaba deixando de lado a coisa mais importante: você e o seu bem estar. A sua saúde mental fica prejudicada e você precisa dedicar um tempo a ela. Estava tendo crises de ansiedade com bastante frequência, me cobrando de um jeito absurdo. Tava na hora de mudar!!

Essa semana que passou foi a melhor que eu tive em bastante tempo. Consegui manter um ritmo de leitura (e tenho atualizado vocês todos os dias lá na página do facebook, não deixem de acompanhar); segui direitinho meu planejamento do serviço, o que me deixou mais organizada e eficiente; assisti alguns episódios de série (não tantos quanto eu gostaria, mas já é um começo); acompanhei algumas pessoas na blogosfera e fiquei mais ativa nas redes sociais; mantive a cabeça tranquila durante a semana toda e isso me fez feliz.

Tudo o que eu queria é conseguir conciliar de alguma maneira as coisas que são indispensáveis na minha vida, e essa semana eu consegui. Isso me trouxe um sentimento de felicidade que nem dá para explicar direito!! :)

Hoje eu só queria conversar com vocês mesmo. Sei que estou em dívida com o blog e as redes sociais, mas aos poucos estou me ajeitando, um dia tudo se resolve. Pretendo trazer mais posts pessoais assim, apenas querendo conversar com vocês. 

Sei que nem todos os dias serão perfeitos, mas espero que a partir de agora a vida seja mais leve e tranquila, como essa semana que passou foi. E espero que vocês estejam num momento bom da vida também.

Beijos e até a próxima

Me siga nas redes sociais
Facebook ∴ Instagram ∴ Twitter ∴ Skoob ∴ TV Time ∴ Filmow ∴ Spotify ∴ We Heart It ∴ Pinterest